Quando uma garota chega na adolescência, diferentemente dos garotos, ela já imagina seu Ensino Médio por completo e, claro, faz isso com a ajuda de seus filmes preferidos. Contudo, não é por causa do nosso lado mais sonhador, que precisamos descartar uma sessão pipoca com os meninos também, para que, assim, todos nós possamos entender melhor essa fase tão especial na vida de qualquer um. Sendo assim, não perca seu tempo: Se você foi adolescente nos anos 2000, você necessita assistir a todos os filmes listados abaixo. Caso você tenha perdido a oportunidade de assistir a algum, venha saber tudo sobre eles e relembre como era boa essa época que, infelizmente, não é tão bem representada nos filmes mais recentes.

Atenção: é possível que ocorra um momento nostalgia e faça você querer parar tudo que esteja fazendo para fazer uma maratona. Se isso ocorrer, a culpa não é nossa. – Em alguns pontos, também podemos ir além da conta e acabar dando alguns spoilers

1 – A Nova Cinderela (2004)

 

Como uma espécie de contos de fadas moderno, o filme “A Nova Cinderela”, escrito por Leigh Dunlap, conta a difícil história de Samantha Montgomery (Hilary Duff), que perdeu ambos os pais e, infelizmente, tem que morar com a sua madrasta e suas meia-irmãs. Sam trabalha de empregada para sua madrasta Fiona (Jennifer Coolidge), tanto em casa como na lanchonete que, um dia, fora de seu falecido pai. Por mais que pareça que a vida da Cinderela dos anos 2000 só tivesse aspectos ruins, não é bem assim. Sam tem um melhor amigo chamado Carter (Dan Byrd), uma “fada madrinha” Rhonda (Regina King) e um relacionamento cibernético com um até então desconhecido, mas que passaria a conhecer em pouco tempo graças ao encontro marcado no Baile de Halloween da escola a qual frequenta. Chegando lá, Sam descobre que seu correspondente é nada mais, nada menos que Austin Ames, o garoto mais popular da escola. Com medo de ser rejeitada pelo charmoso personagem de Chad Michael Murray, ela foge e acaba deixando para trás seu celular. Austin, sem entender o motivo da fuga, vai, com a ajuda de seus amigos, descobrir quem era a sua garota misteriosa. Contudo, assim como no conto de Cinderela, há pessoas que estarão dispostas a atrapalhar o romance ao descobrir que Sam era a garota a quem Austin tanto quer encontrar.

2 – Ela é o cara (2006)Inspirado na peça teatral shakespeariana “Noite de Reis”, o longa de Andy Fickman aborda a história de Viola Hastings (Amanda Bynes) e o quão longe essa garota vai para conseguir o que quer. Após seu time de futebol ser cortado da grade escolar, ela decide aproveitar que seu irmão gêmeo Sebastian (James Kirk) saiu, secretamente, em uma turnê com sua banda, para se fingir passar por ele em sua escola e, então, conseguir jogar seu amado esporte. Só que, como qualquer personagem da comediante Amanda Bynes, há inúmeras confusões. Em meio a essas, ela se apaixonar por seu colega de quarto Duke Orsino, interpretado por Channing Tatum. Dessa forma, além de ter que lidar com duas personalidades diferentes, às vezes, no mesmo lugar, ela precisa fugir de Olivia Lennox (Laura Ramsey), que se apaixonou por sua versão masculina. Contudo, quando ela acha que estava conseguindo controlar todas as situações, seu irmão volta e a desordem continua, se é que não piora.

3 – Meninas Malvadas (2004)

Como um dos filmes mais clássicos dessa geração, “Meninas Malvadas”, escrito por Tina Fey, traz Lindsay Lohan como a protagonista Cady Heron, uma adolescente ingênua que tinha acabado de retornar da África com seus pais e nunca havia estudado fora de casa. Chegando lá, ela percebe o quão parecido o Ensino Médio pode ser com a vida selvagem com a qual conviveu no outro continente. Ela faz amizade com a punk Janis Ian (Lizzy Caplan) e o “gay demais da conta”, segundo a nova amiga, chamado Damian Leigh (Daniel Franzese). Eles fazem planos de almoço e, ao chegar no refeitório, Cady acaba chamando atenção da Realeza Escolar, formada por Regina George (Rachel McAdams), Gretchen Wieners ( Lacey Chabert) e a tapada Karen Smith (Amanda Seyfried), grupo de patricinhas que Janis havia enfatizado que Cady não deveria sentar. Contudo, a popular Regina a chama para passar o almoço com as “Poderosas” e acaba se encantando com o jeito inocente da menina. Dessa situação, Janis tira vantagem e faz com que Cady vire, propositalmente, amiga delas para descobrir seus podres. Até então, Cady não conseguia ver a maldade no trio que Janis sempre apontava, porém, ela se apaixona pelo atleta Aaron Samuels (Jonathan Bennett) – o ex de Regina. A rainha da escola acaba descobrindo da paixonite secreta, através de Gretchen, cujo cabelo é tão grande porque é cheio de segredos, e volta com o ex como forma de mostrar quem manda. Com raiva da abelha rainha, Cady resolve entrar, finalmente, nos planos da primeira amiga e acabar de vez com o reinado de Regina. Contudo, como todas as ações que fazemos, há consequências que possivelmente Cady só perceberá quando começar a perder o jogo por suas mentiras.

4 – Diário de uma princesa (2001)

Baseado nos livros de Meg Cabot, o filme “O Diário de uma princesa” conta a história que qualquer adolescente gostaria de viver. Mia Thermopolis, interpretada por Anne Hathaway, é uma menina de 15 anos, tímida e, obviamente, apaixonada pelo garoto mais popular e atraente da escola, chamado Josh Richter (Erik von Detten), mesmo que ele namore com a nojenta Lana Thomas (Mandy Moore). Ela vive em São Francisco com a mãe, onde tem uma vida normal, um gato e uma melhor amiga chamada Lilly Moscovitz (Heather Matarazzo). Até que, um belo dia, sua avó paterna, com quem ela nunca havia conversado antes, a chama para uma visita em sua casa e declara que Mia é princesa do país fictício Genóvia. A partir desse momento sua vida vira de cabeça para baixo, fazendo com que o oportunista Josh se interesse por ela, Lana queira virar sua melhor amiga e acabe se afastando de Lilly e Michael, irmão de Lilly que sempre foi apaixonado por Mia, mas que ela nunca havia notado romanticamente. Dessa forma, Mia irá aprender tudo que for necessário para ocupar esse cargo na realeza e terá que decidir se quer isso para sua vida ou não.

Depois do incrível sucesso houve a continuação do longa, em 2004, chamado “Diário de princesa 2: Casamento Real”olha o spoiler aí! –, contando com novos interesses amorosos para Mia, como o charmoso e encantador Nicholas Devereaux (Chris Pine), em um novo território e com novas decisões importantes a serem tomadas. Além de, claro, muita diversão e confusão.

5 – Lizzie McGuire: Um sonho popstar (2003)
“Lizzie McGuire: Um sonho popstar” aprofunda a história de Lizzie, mais conhecida pela série do Disney Channel que leva o seu nome. No caso do longa, a trama se dá pela ida de Lizzie McGuire à Itália, em uma excursão escolar com seus amigos. A personagem de Hilary Duff, em um dos passeios, é confundida com uma cantora pop local, chamada Isabella e, com isso, acaba conhecendo a sua dupla. Como em qualquer comédia romântica, Lizzie se apaixona pela dupla e namorado de Isabella, Paolo (Yani Gellman) e acaba se aproveitando da situação para passear com ele por Roma e, claro, ajudá-lo a fingir que ela é Isabella, já que a original se encontra desaparecida. Contudo, para que ela viva esse romance de verão, é preciso fugir da guia durona e conseguir se adaptar à realidade de cantar em um palco para várias pessoas. No final, todos estarão cantando “ What dreams are made of” da própria Hilary Duff.

6 – Sexta-feira muito louca (2003)

Como uma refilmagem do filme homônimo de 1976, “Sexta-feira muito louca” traz, em 2003, Jamie Lee Curtis e Lindsay Lohan para interpretar, respectivamente, mãe e filha. Anna Coleman, personagem de Lindsay Lohan, é uma adolescente quase normal, já que precisa aturar seu irmão mais novo Harry (Ryan Malgarini), sua mãe controladora Tess, sua arqui-rival Stacey Hinkhouse (Julie Gonzalo) e um professor que a persegue com notas baixas, chamado Elton Bates (Stephen Tobolowsky). Como se já não bastasse todos os incômodos, sua mãe quer acabar com a sua banda e se casar com Ryan (Mark Harmon), o homem que Ana não aprova por não ter superado a morte de seu pai há três anos.  Com toda essa má relação que possui com sua mãe, quando elas resolvem ir a um restaurante chinês, uma profecia se realiza em meio a uma de suas inúmeras brigas e, consequentemente, no dia seguinte, elas acordam com o corpo trocado. Ou seja, no corpo de Ana está Tess e vice-versa. Além do problema óbvio, uma vai precisar ajudar a outra com as tarefas. Tess, como Anna, precisará realizar um provão no período da tarde e Ana, como Tess, precisará não só atender aos pacientes, como ir a um programa de tv para falar do best-seller escrito pela psicóloga. Enquanto isso, Tess não reconhecerá o garoto pelo qual sua filha está interessada, chamado Jake (Chad Michael Murray), causando grandes problemas como ele se apaixonar por Ana no corpo de Tess. Haja confusão!

7 – Legalmente Loira (2001)

Como a estreia do diretor Robert Luketic, o filme “Legalmente Loira” conta a história da mimada Elle Woods (Reese Whiterspoon), que consegue sempre tudo o que quer e, informação importante entre as meninas de sua fraternidade: possui cabelo loiro natural! Enquanto Elle achava que tudo ia bem em sua vida, seu namorado Warner Huntington III (Matthew Davis) a chama para um jantar, o qual a patricinha tinha certeza que ele a pediria em casamento. Porém, isso não é bem o que acontece! Após anos juntos, ele decide terminar com a presidente da Delta Nu por considerá-la fútil demais e precisar pensar em seu futuro, já que foi aceito para Direito na prestigiada Harvard. Sem aceitar o péssimo término e decidida a mostrar para o ex sua inteligência, Elle resolve se dedicar aos estudos para passar para Harvard também. Como tudo que a loirinha se propõe a fazer, ela consegue entrar, mas acaba descobrindo que Warner está noivo de Vivian Kensington (Selma Blair), uma mulher que a família Huntington aprova. De início, ela pensa em reconquistar seu ex, após o conselho de sua mais nova amiga manicure Paulette (Jennifer Coolidge), mas, logo, ela começa a perceber que leva jeito para o direito e, finalmente, mostra para todos que é possível ser empenhada e também obcecada por rosa.

8 – De repente 30 (2004)


Jenna Rink (Christa B. Allen) é uma garota de 13 anos que, apesar de ter seu ótimo melhor amigo Matt Flamhaff (Sean Marquete), anseia por ser popular. Quando em sua festa de aniversário tudo começa a dar errado, ela pede intensamente não ter mais 13 anos e, sim, 30. Acontece que, o presente dado por Matt tinha um pó realizador de sonhos que faz com que, na manhã seguinte, Jenna acorde em um novo endereço e com um novo corpo. Como foi desejado, agora ela é uma garota de 13 anos presa no corpo de uma mulher de 30. Ainda meio confusa ela consegue chegar ao seu trabalho, onde ela encontra uma antiga amiga popular da época do colegial e que seria sua colega na revista Poise. Desesperada por não reconhecer as pessoas, até mesmo seu namorado modelo, ela corre atrás da pessoa que sempre a confortou em momentos difíceis: seu melhor amigo Matt. Entretanto, ao conseguir encontrá-lo, ela descobre uma Jenna não tão legal, que não passava o Natal há anos com seus pais e que se afastou do único amigo verdadeiro que tinha. Com Jennifer Garner como a Jenna adulta e Mark Ruffalo como o Matt adulto, essa comédia romântica contará a forma que Jenna lidará com seus problemas, se aproximando novamente de Matt e tentando, dessa vez, fazer a coisa certa. Infelizmente, nem tudo que sonhamos acontece da forma que gostaríamos. No caso de Jenna, Matt está noivo, sua colega e melhor amiga é uma invejosa e ela mantém uma relação inexistente com seus pais. Será que, ao desejar ser adulta, ela esperava que fosse tão difícil assim?

A obra conta com  “Thriller” de Michael Jackson em uma cena épica e a romântica e deliciosa “ Why Can’t I? ” de Liz Phair.

9 – 10 Coisas que eu odeio em você (1999)

Como mais um filme baseado em uma obra shakespeariana, o filme “10 coisas que eu odeio em você” conta a história do calouro Cameron (Joseph Gordon Levitt) que, ao se apaixonar por Bianca (Larisa Oleynik), terá que mover céus e terras para conquistar sua amada. Tudo começa pela condição do pai de Bianca de que ela só poderá sair com rapazes caso sua irmã mais velha, Kat (Julia Stiles), arrume um namorado. Disposto a levar Bianca ao baile, Cameron resolve negociar com o bad boy Patrick (Heath Ledger) para que ele saia com Kat, o único com possibilidades de aceitar sair com a megera indomável. O único obstáculo é que, para que isso aconteça, Cameron precisa do apoio financeiro de Joey Donner (Andrew Keegan), que também quer sair com Bianca devido a uma aposta. Dessa forma, Cameron precisará enganar o popular Joey para conseguir o que quer, fazer com que Patrick aceite enganar Kat e, principalmente, se aproximar de Bianca. Ao longo do filme, será possível perceber que Kat e Patrick não são tão insensíveis assim e que só era preciso um grande amor para fazer com que eles amolecessem.

10 – As patricinhas de Beverly Hills (1995)

O filme “As patricinhas de Beverly Hills” retrata a história de Cher Horowitz (Alicia Silverstone), uma garota mimada e popular que costuma ganhar tudo o que quer. Após um boletim ruim, Cher resolve bolar o plano de juntar o Sr. Hall e Srta. Geinst, dois professores nerds, somente para que o clima nas aulas fique menos pesado. Percebendo sua habilidade para isso, Cher decide realizar outras caridades, como adotar a garota nova na escola e a torna-la popular, junto com sua melhor amiga Dionne (Stacey Dash). Só que, para isso, é preciso distanciá-la do skatista Travis (Breckin Meyer) e fazer com que ela saia com o esnobe Elton (Jeremy Cisto). Porém, infelizmente, Cher não consegue controlar tudo e acaba que Elton está interessado nela e não em Tai (Brittany Murphy). Além disso, ela se interessa por um novo menino na escola que todos acham que é gay e, em sua casa, tem a presença do seu ex-meio-irmão Josh (Paul Rudd) que abomina tudo que ela faz e sempre que possível deixa isso claro a ela. Contudo, o maior problema de Cher ocorre quando o seu projeto, Tai, supera a mestre, virando os holofotes para ela e, com isso, tenta conquistar o coração de Josh. Dessa forma, além de ter que recuperar seu lugar na mesa do almoço, a patricinha precisará entender o que está acontecendo com ela para evitar que, de jeito nenhum, esse casal aconteça.