A adolescência é a fase em que mais buscamos algo para nos identificarmos. Seja na música, nos filmes, séries ou livros, ver como alguém na mesma idade lida com diversas situações na vida é o que mais prende o adolescente. E, na literatura, temos bons incentivos para que esse tipo de leitor tenha com quem se identificar em algum aspecto, pois aqui vão cinco dicas de livros em que o protagonista está nessa fase que os mais antigos chamam de aborrescência (e só com autores nacionais):

1. De Repente Dá Certo – Ruth Rocha

 

 

Beatriz está passando por aquele momento em que a gente acaba de perceber que deixou de ser criança. As mudanças no corpo ficam evidentes e a incomodam bastante. Para completar, sua mãe decidiu se casar novamente e o padrasto ainda entra na vida dela trazendo um pacote extra, o seu filho Pedro, que é bem bonitinho, mas é bem chato na maioria das vezes.

“De Repente Dá Certo” é excelente para quem está vivendo esse momento de descobertas. Com uma leitura leve e bem escrita (mesmo com a linguagem bastante informal, por ser narrada pela protagonista) o livro é facilmente devorado em poucas horas.

 

 

 

 

2. O Diário de Tati – Heloísa rrissé

 

 

Das telinhas para as páginas de um livro, a personagem divertida de Heloisa Pérrissé  é uma autêntica adolescente que divide com o leitor os segredos escritos em seu diário, que carinhosamente chama de “Di”. Com uma linguagem bastante informal, também narrado pela protagonista, “O Diário de Tati” nos conta um pouco sobre suas dúvidas, amores, decepções, momentos de alegria e todas as pressões dessa fase confusa da vida.

 

 

 

 

 

 

3. O Mistério da Coroa Imperial – Anna Lee e Carlos Heitor Cony

 

 

Esse livro foi feito por duas mentes para aqueles adolescentes que gostam de suspense. Em “O Mistério da Coroa Imperial”, conhecemos Carol, uma garota um pouco mais desenvolvida que a maioria de sua idade, tanto no corpo como nas atitudes. Ao viajar para Petrópolis com a tia e duas amigas, Carol acredita ter se envolvido mais uma vez em grandes problemas quando sua tia não aparece para o passeio e elas ficam sozinhas com o guia turístico. Sim, mais uma vez, pois não é o primeiro livro em que a protagonista enfrenta algum tipo de perigo. Durante a leitura são citados vários momentos de “O mistério das Aranhas verdes” no qual Carol conhece um bandido de quem ela faz de tudo para escapar, mas que lhe provoca certo fascínio.

 

 

 

 

4. Pega Ladrão – Luiz Galdino

 

 

É claro que temos meninos nessa lista. Em “Pega Ladrão”, o protagonista Zeca é um adolescente em seu primeiro emprego como office-boy em uma agência de publicidade. E logo em seu primeiro dia descobre estar ocupando a vaga de Tonho, um rapaz negro, que foi acusado de roubo, mesmo sem nenhuma prova (qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência?). Em meio a todo esse mal-estar e desconfiança, ainda há espaço para paixões e conflitos que existem na vida de todo adolescente.

 

 

 

 

 

 

5. O Jogo do Camaleão – Marçal Aquino

 

 

Adolescente que é adolescente já pensou em fugir de casa em algum momento, mesmo que a ideia tenha passado pela cabeça apenas por milésimos de segundos. Em “O Jogo do Camaleão”, conhecemos um adolescente que não ficou só na ideia e realmente fugiu para outra cidade (de São Paulo para Minas Gerais) em busca do pai que nunca conheceu. Ao chegar, porém, se vê em meio a uma disputa de gangues.

A adolescência pode ser um fase bem complicada, mas tem muitos momentos bons e divertidos. Embarcar em uma boa leitura pode ser um deles.