Peça “A Tropa” traz assuntos pertinentes ao nosso atual momento político

Não é qualquer ator que tem a coragem de subir no palco do teatro e falar sobre os vários momentos políticos que o país enfrentou e ainda enfrenta. Crises que passaram por gerações até explosão escancarada em que vivemos.

Enquanto muitos atores estão lá, se escondendo atrás de um governo corrupto por medo de perder o incentivo, outros estão empenhados em falar abertamente, como é o caso do ator Otávio Augusto.

Longe dos palcos há sete anos, o ator voltou ao teatro com a peça “A Tropa”, de Gustavo Pinheiro, que venceu a 7ª edição do Concurso de Dramaturgia Seleção Brasil em Cena.

A história do Brasil desde a ditadura até os dias atuais com a operação Lava-Jato é o tema central, que começa a ser desenvolvido através de um encontro familiar e culmina num “acerto de contas” entre o pai militar da época da repressão e os seus filhos, num diálogo entre gerações.

Com direção de Cesar Augusto, não esperem um tom pesado, mas sim, muito humor no texto. A disposição da plateia também é algo diferente, que ficará dividida entre duas arquibancadas, colocadas uma em frente à outra. E no meio o cenário feito por Bia Junqueira, um quarto de hospital com poucos objetos, onde se desdobra uma série de conflitos desta família reunida.

Por: Rodrigo Zingano