Hoje em dia, o que mais vemos por aí são operadoras de viagens, tanto físicas quanto online que oferecem praticamente de tudo: hotéis 3, 4 ou 5 estrelas, opções de passeios, albergues e muito mais, o Airbnb é uma delas, mas com um “quê” de originalidade.

Porém, não é todo mundo que quer viajar da forma convencional e ficar em um hotel, há aqueles que preferem economizar a pagar um hotel super caro. Há também pessoas que viajam por necessidade, seja para trabalho, seja para resolver algum problema, seja para fazer um curso. Essas pessoas querem apenas um espaço para descansar e dormir, sem a necessidade de ter e pagar por muitas coisas.

  • Airbnb

O Airbnb entrou no mercado em 2008 e de início servia apenas para serviço de hospedagem, podendo ser oferecido a casa, ou o apartamento inteiro, ou só um quarto.

A necessidade da criação desse site de hospedagem ocorreu porque os próprios donos do site, que na época não tinham o dinheiro para pagar o aluguel, aproveitaram que iria ter um congresso de design na cidade de Atlanta e tiveram a brilhante ideia de alugar áreas da casa, como a sala, a cozinha, o quarto dos fundos e até mesmo o colchonete, isso mesmo o colchonete!

O mais interessante de tudo é que as pessoas que aceitaram esse tipo de hospedagem foram aquelas que não estavam dentro do perfil que os amigos esperavam. Assim, chegaram à conclusão que isso poderia se tornar um ótimo negócio.

Hoje, o Airbnb é muito mais do que um site de hospedagem já que também é a maior plataforma de economia compartilhada no mundo. Por isso, está na hora de revermos os nossos padrões e aproveitarmos essa nova forma de viajar.

  • A plataforma e a hospedagem

Na plataforma Airbnb, você encontra os mais diversos destinos e os mais diferentes tipos de hospedagem. Se você tem vontade de conhecer uma cidade ou um país por outros olhos, com certeza o Airbnb é para você.

Os hosts oferecem uma ótima visão da cidade, que não é a visão apenas para turista, além de poderem dar diferentes dicas de onde comer, passeios alternativos e de transporte, que também é muito importante.

  • Como fazer para se hospedar

O site é muito fácil de mexer, bastante intuitivo. Por isso, ninguém terá problemas. Assim que você entra no site do Airbnb já aparece os itens “onde”, “quando” e “hóspedes”. Dessa forma, fica muito fácil de você escolher o que deseja. Assim que você preenche um desses itens já aparecem as opções a serem preenchidas, como hora, quantidade de hóspedes, tipos de acomodação, faixa de preço, etc. Podendo filtrar ainda mais, como número de quartos e de camas; comodidades, como cozinha, internet e Tv. Acomodações que permitem animais, acomodações com internet, etc. Ou seja, tem de tudo que você pode esperar, é só usar os filtros que você precisa.

  • Economia compartilhada

O Airbnb também é uma plataforma de economia compartilhada. Você já ouviu falar em economia compartilhada? Então, está na hora de você conhecer esses novos termos e colocar na sua vida de viajante também, uma vez que a economia compartilhada é uma ótima forma de aproveitar o que o mundo tem a oferecer sem desperdício e sem gastar muito.

A economia compartilhada nada mais é do que o hábito dos consumidores de dividir não só o uso, mas também a compra de serviços e de produtos. Ou seja, é um tipo de consumo colaborativo. Esse tipo de consumo é bastante viável para quem está viajando. Principalmente porque ao estar em outra cidade ou país nós podemos precisar de diferentes coisas que em casa não precisaremos. Com a economia compartilhada você tem tudo o que precisa sem necessariamente comprar ou acumular coisas quando voltar para casa.

Aliás, a economia compartilhada deve ser levada para a vida. E o Airbnb está fazendo isso muito bem, pois no site você encontra não só uma nova forma de hospedagem, mas também diferentes produtos para uso de forma colaborativa.

Airbnb é uma ótima pedida para qualquer viajante que realmente queira se aventurar pelo mundo afora.