Dentre os diversos canais digitais que foram criados nos últimos anos, definitivamente o Blog é um dos mais interessantes. Primeiramente porque é um ambiente pessoal, onde o autor tem liberdade para definir sua linha editorial e impor seu estilo livremente. Também é um canal que pode se conectar com diversas outras mídias, tornando-se um hub que centraliza a Presença Digital de uma marca, empresa ou profissional. Isso sem falar das possibilidades de monetizar o blog e obter uma renda consistente.

Mesmo já sendo uma ferramenta consolidada em meio aos usuários da web, ainda existem muitas dúvidas entre os aspirantes a blogueiros. Qual a melhor plataforma? Qual a estrutura ideal? Quais as funcionalidades mais atraentes? Estas são algumas das dúvidas existentes. Por isso elaborei este artigo ilustrado por um esquema conceitual que apresenta e explica os principais componentes de um blog.

Plataforma

A primeira decisão a ser tomada é qual será a plataforma utilizada para o blog. Algumas das variedades disponíveis, como o Blogger,  já estão instaladas em servidores gratuitos e o usuário precisa apenas criar uma conta. Outras podem ser instaladas no servidor do usuário e fornecer mais flexibilidade e autonomia. Nos últimos anos o WordPress se consolidou como a plataforma mais popular e fácil de usar. Além do próprio site da fundação que disponibiliza toda a documentação, temas e plugins, existem centenas de sites que também oferecem temas, extensões e até cursos.

URL

A plataforma WordPress tanto pode ser utilizada nos servidores da fundação como instalado na hospedagem do usuário. A melhor maneira, sem dúvida, é a segunda opção, pois dessa forma o blog poderá ter seu próprio domínio (www.meublog.com.br).

Tema

O WordPress possui um design de interface padronizado que é atualizado a cada nova versão da plataforma.  Esse modelo é chamado de Tema e pode ser alterado livremente. Existem muitos sites especializados em desenvolver temas para WordPress, alguns gratuitos e outros pagos. Além disso, usuários com algum conhecimento de programação também criar seus próprios temas.

Nome do Blog

Esta é a primeira informação exibida em qualquer blog. O nome pode estar em formato de texto estilizado pelo CSS do tema ou em imagem, para exibir o logotipo. Normalmente o Título do blog é clicável e possui link para a página principal, também conhecida como Home.

Descrição

Como o próprio nome já indica, é a descrição do blog em uma frase curta e objetiva. Este campo é opcional, entretanto é muito indicado que ele seja utilizado para informar imediatamente a qualquer visitante qual é o assunto do blog.

Menu

Todo tema possui um menu de navegação principal para acessar as páginas estáticas do blog. Geralmente estas páginas são Sobre e Contato para disponibilizar dados sobre o autor do blog e como entrar em contato. Além das páginas o menu também pode ter links para páginas específicas, categorias e endereços externos.

Feed RSS

O RSS é uma forma de divulgar os posts do blog em formato padronizado para que possa ser lido em agregadores e sistemas de indexação de blogs. Com o crescimento das redes sociais o uso de RSS caiu bastante, mas ainda assim é bom manter um feed de seus posts para ter melhor visibilidade nos mecanismos de buscas como o Google.

Pesquisa

O campo de pesquisa no blog é opcional e pode ser ativado ou desativado facilmente. Em blogs com muito conteúdo ele é realmente útil, pois o sistema de buscas do WordPress é muito bom.

Categorias

As categorias são as subdivisões do assunto principal que o blog trata. É importante planejar bem quais serão as categorias antes de começar a publicar, assim o blog fica bem organizado e fácil de ser lido pelos visitantes.

Widgets

São pequenos blocos de funcionalidades que ficam localizados na barra lateral (sidebar) ou no rodapé (footer) e podem ser ativados ou desativados a qualquer momento. A cada nova versão da plataforma são disponibilizados novos widgets  que deixam o blog mais turbinado.

Recentes / Mais Lidos

Alguns temas do WordPress dispõe de um widget que monta a lista dos posts mais recentes e mais lidos. Em blogs com pouco volume de informação essa funcionalidade não será tão útil, mas com grandes volume de postagens e tráfego alto, isso pode incentivar os leitores a aprofundar mais as visitas. Mesmo que o tema não tenha esse recurso por padrão, ele pode ser aplicado por um plugin.

Tag Clouds

Também conhecida como nuvem de tags, é um widget que exibe as principais tags publicadas com tamanhos de letra diferenciados em função da maior ou menor aparição destes termos no blog. É útil para evidenciar os assuntos mais postados no blog.

Publicidade

Alguns blogs são monetizados através de publicidade exibida entre os posts ou nas barras laterais. Os anúncios publicados podem ser desde o AdSense até os inúmeros programas de afiliados. A inserção dos links e códigos de rastreamento podem ser feita por widgets ou diretamente no código das páginas.

Título do Post

Todo post precisa ter um título. Um blog é como uma revista ou jornal adaptado ao formato digital. Independente de os posts serem notícias ou qualquer tipo de conteúdo informativo, a estrutura deve manter um título e o corpo de texto.

Autor

Logo abaixo do título de cada post geralmente são exibidas algumas informações como local, data e autor do post. É importante que toda publicação seja feita por um autor identificado e não o admin padrão. Além de destacar quem está escrevendo, essa informação também é valorizada nos resultados de buscas do Google.

Imagem Destacada

Uma imagem vale por mil palavras, já diz um antigo dito popular. Imagens nos posta deixam-no visualmente mais atrativo e podem ajudar a entender melhor o texto. Além de ser exibida no próprio post, as imagens também podem ser destacadas nas chamadas da página inicial do blog.

Chamada

Os primeiros blogs exibiam os posts completos já na página inicial, o que dificultava um pouco a busca por publicações mais antigas. Os temas mais recentes do WordPress possuem Homes mais elaboradas, com pequenas chamadas de cada post e o link “Leia mais” para visualizar o texto completo.

Compartilhar em redes sociais

A utilização de redes sociais é cada vez mais intensa por milhares de usuários de internet. Por este motivo é muito importante facilitar para que o post seja compartilhado nas mais diversas redes. Alguns temas do WordPress já dispõe destes botões de interação, mas eles também podem ser aplicados através de plugins.

Comentários

Um dos conceitos de um blog é fomentar discussões sobre os assuntos publicados, por isso o WordPress possui um formulário ao final de cada post para que os leitores possam interagir diretamente n página. Na área administrativa da plataforma existem diversas opções de configuração, funcionamento e moderação destes comentários.

Navegação de posts

Todos os posts ficam organizados sob suas respectivas categorias e também podem ser pesquisados de acordo com outros critérios, como autor, mês, tags. Nas listagens de posts, eles são exibidos sequencialmente até o definido por página. A navegação para as páginas mais antigas ou recentes fica ao final da lista.

Estes 20 itens são os mais importantes para se atentar ao planejar o design de seu blog. Além disso existem também os aspectos editoriais, mas veremos esses pontos em outro artigo. Enquanto isso bá pensando em quais são os seus assuntos preferidos para tratar num blog.