Aziz Ansari respondeu à acusação de assédio sexual divulgada em relato publicado no último sábado, dia 13, pelo site americano Babe. O ator, que na semana passada recebeu um prêmio no Globo de Ouro pela série “Master of None”, foi acusado por uma fotógrafa de ter insistido para que os dois fizessem sexo após um jantar que tiveram no final do ano passado, mesmo depois dela ter manifestado sinais, verbais e não-verbais, de que não queria.

Em declaração dada através de seus representantes à revista People, o comediante confirma o encontro, mas ressalta que a prática sexual “por todas as indicações, foi completamente consensual” e que ele teria ficado “surpreso e preocupado” ao ser informado por ela no dia seguinte que seu comportamento a deixou desconfortável.

No artigo que narra a experiência da vítima de 23 anos com Ansari, ela diz que o ator foi agressivo em suas investidas sexuais mesmo depois de ter deixado claro que queria ir com calma. Ao longo da noite, ele teria múltiplas vezes tentado colocar a mão da jovem em seu órgão genital e a feito sentir-se pressionada a fazer sexo.

“Eu acredito que Aziz queria se aproveitar de mim. Eu não fui ouvida e ignorada. Foi de longe a pior experiência que eu já tive com um homem”

, relatou a fotógrafa, apenas identificada como Grace.

Sobre a cerimônia do Globo de Ouro, em que a Aziz Ansari se juntou aos protestos da campanha “Time’s Up” contra o assédio sexual em Hollywood, a jovem diz ter sido “doloroso” vê-lo ganhar e aceitar a honraria e “absolutamente irritante” vê-lo usando o broche de apoio à causa. Mesmo diante do ocorrido, Ansari diz apoiar o movimento que é “necessário e há muito tempo atrasado”.

Leia na íntegra o pronunciamento do ator:

“Em setembro do ano passado, eu conheci uma mulher em uma festa. Nós trocamos telefones. Nós enviamos mensagens e eventualmente saímos em um encontro. Nós saímos para jantar e depois nos envolvemos em atividade sexual, que por todas as indicações eram completamente consensuais. 

No dia seguinte eu recebi uma mensagem dela dizendo que ‘apesar de ter parecido ok’, após ter refletido ela se sentiu desconfortável. É verdade que tudo pareceu ok para mim, então quando eu soube que não era o mesmo para ela eu fiquei surpreso e preocupado. Eu ouvi suas palavras e respondi privadamente depois de ter tido o tempo para processar o que ela disse. Eu continuo apoiando o movimento que está acontecendo em nossa cultura. É necessário e há muito tempo atrasado”. 

CLOSE
CLOSE