Conhecido por dirigir grandes sucessos como “O Diabo Veste Prada”, “Marley e Eu”, “Um Divã para Dois” e “Apenas uma Chance”, David Frankel estreia seu novo longa, Beleza Oculta, em 26 de janeiro no Brasil.

Além do sucesso na direção de longas-metragens que emocionam até hoje o público, o diretor ganhou um Oscar de Melhor Curta-Metragem por “Dear Diary”, e um prêmio Emmy de Melhor Direção com a minissérie “Irmãos de Sangue” (“Band of Brothers”).

Dentre seus trabalhos também estão a direção do piloto da bem-sucedida série “Entourage”, da HBO, pela qual recebeu três indicações ao prêmio Emmy, e alguns episódios da badalada série “Sex and the City” e da aclamada série “From the Earth to the Moon”.

Beleza Oculta conta com a produção de Bard Dorros (“Polícia em Poder da Máfia”), o vencedor do Oscar Michael Sugar (“Spotlight: Segredos Revelados”), Allan Loeb, Anthony Bregman (“Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo”) e Kevin Frakes (“De Volta ao Jogo”). Os produtores executivos são Toby Emmerich, Richard Brener, Michael Disco, Michael Bederman, Peter Cron e Bruce Berman.

A equipe de criação de Frankel nos bastidores inclui a diretora de fotografia Maryse Alberti (“Creed: Nascido para Lutar”), a designer de produção Beth Mickle (“Uma Repórter em Apuros”), o editor Andrew Marcus (“American Ultra: Armados e Alucinados”) e a figurinista Leah Katznelson (“Como Ser Solteira”). A trilha sonora é composta por Theodore Shapiro (“Trumbo – Lista Negra”).

O produtor Michael Sugar, que trabalhou com David em Beleza Oculta, fala sobre o talento de David na direção:

“Nós sabíamos que David era adepto do humor e da emoção sem ser manipulador. Ele sempre se supera em encontrar o tom adequado de seus filmes”.

O filme traz um elenco de estrelas, incluindo Will Smith, Edward Norton, Keira Knightley, Michael Peña, Naomie Harris, Jacob Latimore, Kate Winslet e Helen Mirren.

No longa, depois de um bem-sucedido executivo da publicidade (Will Smith) de Nova York sofrer uma grande tragédia, ele se isola de tudo. Enquanto seus preocupados amigos tentam desesperadamente se reconectar com ele, o executivo procura respostas do universo escrevendo cartas para o Amor, Tempo e Morte. Mas é somente quando suas ações trazem responsabilidades pessoais inesperadas que ele começa a entender como essas constantes se relacionam com uma história plenamente vivida, e como até a maior das perdas pode revelar momentos de descoberta e de beleza.