Nas últimas semanas, o mangá Saint Seiya: Next Dimension e, por assim dizer, a continuação oficial de Cavaleiros do Zodíaco, revelou a aparência do 13º Cavaleiro de Ouro: Odisseu de Ofiúco. Aproveitando o embalo, já que a lendária franquia tem apresentado várias novidades, aproveitamos para falar sobre o guerreiro que, aparentemente ainda vai dar muito trabalho para Saori e seus guardiões. Fica a observação de que este texto pode conter spoilers do mangá Next Dimension.

Odisseu compartilha a mesma constelação que uma conhecida  personagem da série clássica: Shina de Ofiúco (ou Cobra, de acordo com a tradução do anime nos anos 90, que acabou ficando mais conhecida). Mas, se estamos falando de um poderoso guerreiro da mais alta patente dos cavaleiros, por que a Shina usava uma armadura de prata?

Para explicar, vamos dar uma rápida repassada na história do universo de Saint Seiya. A Terra foi posta sob os cuidados de Atena pelo próprio Zeus, quando este resolveu desaparecer nos céus para um “rolê” que até hoje não acabou. Basicamente ele sumiu, deixando sua filha favorita para tomar conta de tudo.

Deste então, deuses como Poseidon e Hades vêm tentando tomar o controle da Terra para si, em conflitos trabalhados no recalque divino, conhecidos como Guerras Santas. Estas guerras vem se repetindo ao longo da história da humanidade. Desde então, Atena reencarna no corpo de uma mortal, reunindo-se a seus guardiões, os Cavaleiros – guerreiros humanos que dominam o uso do poder do cosmo e portadores das armaduras sagradas.

A terra não caiu no domínio dos outros deuses, graças aos esforços de Atena e seus guerreiros. É até numa destas primeiras Guerras Santas, com um dos ataques de Poseidon à Terra, que são criadas as armaduras. Cada armadura é protegida por uma das 88 constelações guardiãs diferentes, sendo destinada ao longo das gerações à diferentes cavaleiros. Das 88 armaduras, 12 pertencem à elite dos guerreiros de Atena, os Cavaleiros de Ouro. No entanto, na era mitológica, os guerreiros dourados eram treze.

O Cavaleiro de Ofiúco passaria a ser adorado de forma perigosa, até pelos demais cavaleiros

Afinal, quem é o 13º Cavaleiro de Ouro?

A armadura de Ofiúco (também conhecida como Serpentário) tem uma longa história: na Era Mitológica, havia o poderoso cavaleiro de ouro, Asclépio de Ofiúco. Ele era conhecido e venerado, tendo um nível de poder equiparável ao dos Deuses, além de suas lendárias habilidades de cura.

No entanto, a adoração pelo guerreiro dourado chegou a um patamar que fazia até cavaleiros de ouro questionarem sua lealdade à deusa Atena. Dizendo no popular: a fama subiu à cabeça de Asclépio. Ele tornou-se uma ameaça ao Santuário, mas teria sua existência devidamente apagada pelos deuses. A armadura original seria selada, sua constelação seria “rebaixada” à classe prata e a Casa de Ofiúco prontamente destruída. Quem diria que já existia censura na Era Mitológica, não?

Mas como na ficção tudo é possível, o poder de Asclépio era tão grande, que mesmo após sua morte, ele ainda conseguiria observar e influenciar humanos. É aí que entra a história de Odisseu, o cavaleiro de prata de Ofiúco.

No século XVIII, Odisseu de Ofiúco era um cavaleiro de prata com uma história um tanto similar a de Asclépio: suas habilidades de cura o tornava extremamente popular, inclusive entre os cavaleiros de Ouro da época. A técnica de cura de Odisseu envolvia muitas vezes a transfusão de seu próprio sangue para os pacientes, o que ocasionalmente levaria a sua morte.

No entanto, as aparições de serpentes no santuário, durante a Guerra Santa contra Hades da época, além de outros estranhos sinais, levaria alguns a sentirem a ressurreição de Odisseu – reencarnando Asclépio como o perigoso e mais poderoso Cavaleiro de Ouro da história.

Shina, a amazona de Ofiúco, passa a ser influenciada no presente, apresentando uma ameça à vida de Seiya

O que esperar desta história toda?

O surgimento de um novo Cavaleiro de Ouro foi uma das melhores ideias que Kurumada teve para Cavaleiros do Zodíaco. Enquanto Next Dimension, avança a passos de tartaruga, esperamos um dia poder ver este arco devidamente finalizado e, quem sabe adaptado para o formato anime.

Na linha temporal do “presente”, Shina de Ofiúco comporta-se de maneira estranha, como se controlada através do tempo pelo antigo Cavaleiro de Ouro, ameaçando a vida de Seiya, que se encontra incapacitado e com sua vida em risco, após o ferimento sofrido em sua batalha final contra Hades.

Embora Shina nunca tenha apresentado os poderes de cura que eram a marca de seus antecessores “astrais” (de fato, até para o padrão dos cavaleiros de prata, ela é bem fraca), talvez haja um plot twist nervoso pela frente, que possa torná-la a salvadora da vida de Pégaso, caso Saori falhe em sua viagem no tempo para salvá-lo.

Gostaríamos de dizer que a amazona poderia vir a tornar-se a primeira mulher da série original a tornar-se uma guerreira da classe ouro, mas não somos tão sonhadores assim.

Caso você ainda não tenha conferido Next Dimension, o mangá vem sendo lançado no Brasil, desde 2011, pela Editora JBC.