Comandante Gastronauta para leitores, Comandante Gastronauta para leitores…

Hoje iremos viajar no histórico desbravamento das mulheres em duas importantes missões para a humanidade. É preciso apertar os cintos e prestar muita atenção as sensações desta viagem, pois talvez nem todos saibam que cerveja e viagem espacial estão muito bem harmonizadas na história, graças às mulheres.

Evidências mais arcaicas relacionadas ao processo de produção da cerveja vêm da antiga Suméria, atual sul do Iraque e Kuwait. Entretanto, as responsáveis pela descoberta acidental da cerveja na antiguidade, foram ELAS. Desde então, como podem ver, ali já estava consumado que cerveja não tem gênero. Então, diretamente de minha nave espacial eu pergunto por que ainda vivenciamos assédios e ausência de respeito para com as mulheres? Contra aquelas que atuam profissionalmente no cenário cervejeiro e contra as que apreciam sozinhas uma cerveja no bar? É uma viagem louca, não?

Perro Libre Cerveja SWC

Melhor tirar o capacete, entregar-se à gravidade zero, abrir uma cerveja para conter a intolerância dos absurdos diários, assistir a um bom filme e enxergar, ainda que sob muitos enfrentamentos, os avanços conquistados por mulheres protagonistas não são só de muitas histórias que beneficiaram a humanidade, mas também de suas próprias vidas. Acompanhem-me!

Tssss! Ploc! – “SWC Double India Pale Ale” da cervejaria Perro Libre, tem características das cervejas produzidas no sul da costa americana. Uma cerveja de coloração mais alaranjada, bem turva e com boa espuma. Extravagante no aroma de lúpulo e nas notas cítricas de frutas como maracujá, toranja e tangerina. Nem preciso dizer que o sabor é condizente com o aroma né? Porém, a força da cerveja está em seu extremo amargor proveniente dos lúpulos. São 80% de IBU (amargor) e 8% de ABV (teor alcoólico). Antes de harmonizá-la com embutidos como uma deliciosa panceta artesanal, vale comer algumas rodelas de pão francês e tomar bastante água para limpar o paladar (não é frescura, é procedimento para melhor análise sensorial e da cerveja). Em seguida, panceta na boca e um gole da “SWC” para potencializar a picância, cortar gordura e complementar o prazer de união das forças. E por falar em força, selecionar também do território americano o resgate da história de Katherine G. Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson, retratadas recentemente no filme “Estrelas Além do Tempo” (2016) do diretor Theodore Melfi, pode causar excessivo empoderamento. O filme perfeito para ser assistido durante a nossa viagem espacial regada a  “SWC Double India Pale Ale”  se passa na década de 1950 e 1960 e aborda a corrida espacial na NASA, a qual só foi efetivada graças ao trabalho dessas três mulheres negras que não silenciaram suas competências. Ao contrário, elas fizeram revolução em meio ao preconceito racial e sexual da época.

Estrelas Além do tempoDepois de todo esse gole o que fica no retrogosto e na memória, não podemos revelar. Parece covardia não detalhar totalmente a experiência de tomar uma cerveja forte de amargor durante a apreciação de luta e coragem dessas mulheres, não é? Mas, assim como as mulheres pioneiras no mercado cervejeiro até aquelas que foram responsáveis por nos trazer conquistas espaciais, que vamos diariamente desconstruindo e reconstruindo conceitos sobre o papel da mulher na sociedade. Seja na escrita ou na capacidade de elas despertarem em você a curiosidade de tomar uma cerveja mais forte de amargor à luz de um filme sobre a persistência feminina, que conseguimos viajar nas possibilidades gastronômicas e cinéfilas como uma união indissociável. Para além disto, lembre-se que hoje temos sim mulheres trabalhando na NASA, desenvolvendo lógicas, projetos e claro, mulheres produzindo e consumindo cervejas além de um tempo em que a sociedade “achava” que cerveja, matemática e física, era competência dos homens.

Um brinde à todas!

Por Carla Reina

  • Fernando

    Depois desta materia nesta sexta de calor intenso, sou obrigado a convidar a “Dona Maria” a tomar uma gelada bem feita de produção limitada. Ela mesma prefere uma cerveja artesanal feita no capricho.

    Obrigado pelo convite !

    • Carla Reina

      Obrigada Fernando!
      Esteja sempre por aqui!

      Saúde!

  • Noel Rosa

    Não tenho palavras para descrever o prazer com o qual leio os textos dessa jovem talentosa, ela crava em nossas mentes e corações que lugar de mulher é realmente onde ela quiser. Tenho orgulho destas mulheres inteligentes e desbravadores. Ótimo texto, essa conecção entre cerveja e cinema fica nos instigando. Showwwwwwwwww.

    • Carla Reina

      Obrigada Noel!
      Esteja sempre por aqui!

      Saúde!

  • Marcelo Fer

    Belo texto e perfeitas associações! Salut!!!

    • Carla Reina

      Obrigada Marcelo!

      Saúde!

    • Carla Reina

      Obrigada Marcelo!
      Esteja sempre por aqui!

      Saúde!

  • Edson Mendes

    É fantástico ler a maravilgosa e romantica participacao das mulheres em um universo infelizmente ainda masculino na sua maioria… Eu particularmente sinto um enorme prazer ao me deparar com mulheres saboreando boas vervejas em bares.. Sinais de inteligencia gastronomica e cultural no ar tornando ainda mais bela a visão… Carla, sou fã a pouquissimo tempo do teu trabalho apaixonante. Muito Obrigado mais uma vez… Gostaria de colocar duas sugestoes para duas materias… uma delas e a Relacao da Cerveja com a Saúde contando do ponto de vista historico com uma das historiaa mais lindas que ja ouvi… A utilizacao da cerveja para que adultos e criancas nao morressem de fome na europa no periodo da Peste… a outra seria a constante crescente das mulheres neste universo maravilhoso mas contando mais da sua historia nos deixando saber como foi sua chegada ate a qualidade que tem hoje na forma como nos ensina e apaixona… bjossss….

    • Carla Reina

      Obrigada Edson! Continue nos dando sugestões de temas e claro, não esqueça de estar sempre por aqui.

      Saúde!

  • Alice Paulino

    Simplesmente emocionante!! Fiquei mto feliz de ver aberta essa discussão da mulher no mercado cervejeiro. Estamos nisso desde sempre.Arrasou, como sempre.

    • Carla Reina

      Oi Alice! Tudo bem?
      sim…é muito preciso falar sobre a mulher no mercado cervejeiro…o que temos enfrentados diariamente…
      Obrigada mais uma vez por aparecer por aqui!

      Saúde!

  • Evandro

    Muito legal sua análise histórica. Adorei a relação sutil feita entre a valorização da mulher na História com a História da cerveja.

    • Carla Reina

      Oi Evandro!

      Muito obrigada pelo retorno viu?Ficamos felizes com sua passada por aqui.
      Seja bem vindo!

      Proust!

    • Carla Reina

      Obrigada Evandro!
      Esteja sempre por aqui!

      Saúde!

  • Rose

    Belo texto, muito convincente, parabéns!!!

    • Carla Reina

      Obrigada Rose!
      Seja bem-vinda!

      Saúde!

  • Renan F

    Título Potente!

    Não sabia da história.. Sempre bom conhecer a origem do nosso consumo..

    Quanto ao texto, consegue expressar bem a sensação que a cerveja harmonizada pode trazer (boa sugestão de harmonização)

    Adorei a relação entre cinema e cerveja, os dois são artes.. Texto necessário em tempos que marcas lançam cervejas “para mulher”

    Parabéns Carla!

    • Carla Reina

      Oi Renan! Poxa…fico feliz que de alguma forma o texto tenha contribuído para absorção de novos conteúdos.
      E saiba que harmonizar cerveja com cinema, é uma das melhores maravilhas!

      Saúde!

  • Fábio

    Muito bom, otima escolha para o oito de março, o filme é incrivel!

    • Carla Reina

      Obrigada Fábio!

      Esteja seja por aqui!

      Saúde!

  • Danielly

    Carla, adorei seu texto! Ainda temos muito preconceito a ser vencido no meio cervejeiro e também em vários outros lugares. Infelizmente ainda existem aqueles que acham que mulher não entende de cerveja e ainda há aqueles que pensam que não apreciamos uma cerveja de IBU elevado como uma Double IPA, um dos estilos que aprecio muito!

    • Carla Reina

      Obrigada Dani!
      Esteja sempre por aqui!

      Saúde!

  • Giovana

    Texto incrível, continue assim você vai longe.

    • Carla Reina

      Obrigada Gi!
      A Woo Magazine sempre adora esses elogios!

      Saúde!

  • Irene Oliveira

    “achava” que cerveja, matemática e física, era competência dos homens.

    Achava né por que antigamente homens machistas ,falavam que cerveja. Não era pra mulher assim como algumas profissão também. Sim ainda temos preconceito sobre profissão, mais sobre cerveja ,kkkkk eles sabem que nos mulheres sebemos aprecia sabor ,aparência e cor de uma bela cerveja.
    Parabéns Carla Reina ttexto muito bom. eu mesmo não sabia das três mulheres. Bjs woomagazine de parabéns

    • Carla Reina

      Sim Irene…agradeço muito pelas suas reflexões!
      Elas fortalecem o empoderamento feminino.
      Esteja sempre por aqui!

      Boas cervejas a você!
      Saúde!

  • Maria Cláudia

    Esperando pelo próximo texto,parabéns Carla,muito bem escrito e instigante.Voce tem o dom das palavras.

    • Carla Reina

      Obrigada Cláudia!
      Esteja sempre por aqui!

      Saúde!

  • Jeferson Tora dá Silva

    Muito bom, belo texto Kailinha, sucesso…..

    • Carla Reina

      Obrigada Jef!
      Esteja sempre por aqui!

      Saúde!