Nos últimos dias começou uma das estações mais belas: a Primavera. E com ela vem a lembrança de que a flores existem, as plantas são variadas, as árvores estão em todos os lugares e muitos são os jardins que existem e precisamos conhecê-los. A Primavera é a época em que a fauna fica ainda mais bonita, a temperatura fica um pouco mais alta comparado com o inverno que acabou de dizer “até logo” e as pessoas parecem estar mais felizes. Quando esse período do ano começa as pessoas vão em busca de lugares que oferecem uma variedade de natureza, são diversos os jardins espalhados pelo mundo afora. Apesar das estações do ano acontecerem em épocas diferentes nos hemisférios norte e sul, sendo assim uma parte do mundo não está na primavera, isso também é bom. Afinal, quando essa estação acabar por aqui, você pode se preparar para curti-la lá em cima. Nesse clima de flores resolvemos listar alguns dos jardins mais belos e únicos no mundo. Confira e apaixone-se!

Koishikawa Korakuen Gardens, Japão 
Em meio a toda modernidade e lotação da cidade de Tóquio, um lugar sempre muito agitado, com muitas luzes e iguarias, existe tranquilidade e beleza natural. A cultura japonesa presa muito por jardins e sua vegetação, e mesmo numa grande metrópole isso é muito preservado, são dezenas de lugares assim preservados há anos. No caso do Koishikawa, há séculos ele vem encantando os japoneses e turistas, mais precisamente desde o século XVII e foi recentemente renovado. Na primavera japonesa o visitante se encanta com com as típicas cerejeiras, já no outono são as folhas avermelhadas. Além disso, o lugar possui um pequeno lago, caminho de pedras, pontes, mirante, tudo o que um jardim japonês oferece. Faz parte da história do Japão, muda o cenário cosmopolita de Tóquio e encanta durante o ano todo.

Dubai Miracle Garden, Emirados Árabes
Que Dubai possui lugares lindos e construções únicas, ricas e extravagantes, todo mundo sabe, mas poucos sabem da existência do maior jardim de flores do mundo. São cerca de 72 mil metros quadrados que abrigam mais de 100 milhões de flores. Não são apenas flores espalhadas por esse gigantesco espaço, elas formam grandes monumentos como avião, casa, relógio analógico, arcos, estrelas, corações, túneis, mosaicos, pirâmides, esculturas, entre outros. O lugar também oferece o maior jardim vertical do mundo, um muro com um quilômetro de extensão. No meio do deserto, onde a temperatura pode passar dos 50°C, torna-se difícil manter a beleza das flores, mas não é impossível. Durante todo o ano o jardim é hidratado com um sistema de irrigação moderno que utiliza o reaproveitamento da água e uma técnica de gotejamento. Dessa forma, não tem época boa, o jardim é belíssimo todos os dias.

Jardin de Versalles, França 

Em algum momento da vida você já ouviu falar do grandioso jardim que existe do Palácio de Versalhes, faz parte da história da França e consequentemente da história do mundo, na época em que a monarquia era a principal forma de governo. A construção é do século XVII e desde então é um modelo muito seguido ao redor do mundo até os dias atuais. Começando pelo tamanho do jardim, são 800 hectares repletos de plantas, estátuas, fontes e esculturas de pequenas árvores, é um espaço tão grande que é praticamente impossível visitar em apenas um dia. Um diferencial do jardim é o fato de que sua extensão não se encontra no mesmo nível, tornando cada parte dele uma surpresa a medida que o visitante vai caminhando. O parterre de broderie (canteiro com formas de bordado) é um item da jardinagem francesa que tem uma real tradição e que está presente no Jardim de Versalhes, e todo jardim da França ou inspirado nesse formato possui esse formato. Se você gosta dos jardins inspirados no romantismo francês, deve conhecer o Jardim de Versalhes, o original.

Keukenhof, Holanda 

Também conhecido como Jardim das Tulipas, o parque que fica no centro de Amsterdã oferece um jardim com as mais belas flores, as tulipas. São inúmeras cores e espécies que encantam holandeses e turistas há mais de 400 anos. O lugar tem aproximadamente 32 hectares e cerca de 7 milhões de tulipas, e também narcisos e jacintos, que são flores típicas da região. Além de toda essa variedade de flores o local também possui restaurantes e cafés, e uma dica é fazer um toru pelo jardim de bicicleta, um dos meios de transporte mais utilizado na cidade. Mas infelizmente nem tudo é como queremos, o Jardim de Keukenhof não fica aberto o ano todo, apenas na temporada em que as flores se abrem, que é na Primavera holandesa, entre março e maio. Durante os outros meses o parque não abre, até porque não haverão flores para serem vistas e apreciadas, não se pode mandar na natureza. Se tem algo que os responsáveis levam muito a sério é a naturalidade com que a tulipas se desenvolvem e não há interferência humana, sendo assim, se você quer conhecer esse jardim maravilhoso, planeje sua viagem durante o nosso outono e consequentemente a primavera no hemisfério norte.

Kirstenbosch National Botanical Garden, África do Sul 
Muita gente quando pensa no continente africano imagina um grande safári com árvores, vegetação com aspecto seco e uma terra marrom clara que faz subir uma poeira terrível. Mas a África é muito mais do que isso, e a capital sul africana possui um jardim maravilhoso que atrai milhares de visitantes o ano todo. Com uma área de 36 hectares, o jardim possui mais de 7 mil espécies de plantas, com um foco especial para as nativas.  Desde 1913, o lugar encanta os visitantes e oferece um passeio que dura um dia inteiro, as visitas podem ser guiadas por um especialista do jardim ou através de um aparelho auditivo. Ao longo do parque é possível também encontrar esculturas tipicamente africanas, decorações modernas, caminhos de árvores, lagos, uma estufa com plantas que não conseguem sobreviver sozinhas e recebem diariamente cuidado especial, e um imenso campo muito utilizado para as pessoas meditarem, fazerem um piquenique ou se divertirem de outras formas. No fim disso tudo, o turista pode visitar uma lojinha de presentes muito conhecida na Cidade do Cabo, que oferece toda a cultura africana como lembrança.

Jardin Majorelle, Marrocos 

A cidade de Marrakech é tomada por templos e regiões históricas e por isso recebe milhões de visitantes durante o ano todo, o que causa um verdadeiro caos no lugar. Mesmo assim é possível encontrar um lugar bonito e tranquilo para relaxar e apreciar, é o Jardin Majorelle. Ele existe desde a década de 1920 e durante os anos 1980 foi revitalizado após ficar abandonado durante alguns anos. O local também é apelidado de Villa Oásis, e não é para menos, o jardim é todo inspirado na arquitetura islâmica, com cores vibrantes, fontes, vasos de cerâmica, lagoas de lótus e uma variedade de 3 mil plantas diferentes. Existem plantas exóticas, flores que encantam como lótus e jasmins, e espécies vindas de todas as partes do mundo, entre elas estão coqueiros, bananeiras, cactos, palmeiras, tudo para criar um verdadeiro cenário oásis. E além de tudo isso, muitos pássaros habitam o lugar, então é possível ouvir o canto deles o tempo todo, em diferentes ambientes confortáveis e encantadores.

El Rosedal, Argentina 

Em plena Buenos Aires existem diversos pontos turísticos, e não muito conhecido, mas belíssimo, há o jardim das rosas. Ele fica localizado dentro do Parque 3 de Febrero, que também possui outras atrações, porém é pelo jardim que as pessoas mais se apaixonam. São cerca de 18 mil rosas, entre mil variedades de cores e espécies, que estão por toda a parte do lugar e o melhor de tudo, encantam muito mais durante a primavera argentina, que é na mesma época da nossa. Além da atração principal, o El Rosedal também possui um lago onde é possível alugar barcos e pedalinhos, tem esculturas que homenageiam diversos escritores, entre eles Shakespeare e Dante Alighieri, fontes e chafarizes inspirados na arquitetura europeia, pontes que proporcionam uma melhor visão do jardim, e a possibilidade de patinar e andar de bicicleta. Muitos moradores aproveitam o tempo livre para visitarem o parque e apreciarem todo o romantismo oferecido pelas roseiras.

Desert Botanical Gardens, Estados Unidos 
Existem milhares de parques e jardins nos Estados Unidos, mas focar em flores de regiões desérticas é algo inovador e tem um resultado ótimo. Se você não sabia que é possível ter um jardim de cactos, conheça esse. Sim, são mais de 50 mil espécies de plantas e animais que habitam a região deserta do estado do Arizona, mais especificamente na cidade de Phoenix, onde o jardim está localizado. Um dos cactos que impressiona é o Santa Rita Prickly Pear, que varia entre as cores verde e roxo de acordo com as condições, outros ainda possuem belas flores meio a essa vegetação seca e espinhosa. Entre os animais que o visitante pode encontrar pelo caminho estão os esquilos, lebres e pássaros. O jardim do deserto existe desde 1939 e surgiu da ideia de um morador e outros cidadãos que queriam mostrar a beleza da vegetação daquele lugar. Atualmente, ele vai além de um jardim para ser conhecido, é um centro de pesquisa e ensina aos turistas como a vegetação desértica é útil na medicina ou fonte de alimento e abrigo. E durante o outono, nossa primavera, está acontecendo uma exposição de borboletas, para embelezar ainda mais o jardim. É lugar diferente e único.

Muitas vezes esquecemos a natureza que nos cerca, e com a correria do dia a dia nem percebemos quando as estações do ano começam ou terminam, apenas sentimos as mudanças de temperatura. Quando viajamos muitas vezes focamos em conhecer lugares bastante famosos, com pontos turísticos que todo mundo conhece. Entretanto é preciso mudar um pouco o roteiro e apreciar o que a natureza nos oferece. Então, planeje viagens durante as primaveras, conheça as mais variadas flores, sinta o cheiro da grama, aprecie a relação entre o homem e as mais variadas vegetações. Encante-se com os mais belos jardins.