Era uma vez uma menina cheia de brilho, literalmente, que sempre errava as letras de suas próprias músicas cantadas alegremente, com muita água nos intervalos. Essas letras, na maioria das vezes, contam uma história engraçada e inusitada do melhor jeito possível. E assim foi a noite da última quarta feira, 10/05, no Sesi Rio, Clarice Falcão com seu jeito meigo e divertido levou o teatro inteiro a cantar suas canções de sua nova turnê e álbum “Problema meu”.

Filha do cineasta João Falcão e da roteirista e escritora Adriana Falcão, a pernambucana de 27 anos de idade, começou a cantar com vídeos caseiros no YouTube, seu primeiro sucesso foi “Oitavo andar”, que não entrou no novo show. Além disso, foi atriz no canal do YouTube Porta dos Fundos desde 2012, e acabou ganhando mais fama nele, mesmo tendo atuado em filmes e novelas da Rede Globo. Seu primeiro álbum “Monomania” fez muito sucesso e no início era apenas vendido em seus shows.

O espetáculo foi aberto com a música “Irônico” e foi cantarolada por todos. Também cantou com músicas do primeiro álbum, como: “Eu me lembro” e “Eu esqueci você”. A tão esperada “Monomania” ficou para o final e foi interpretada em um grande coro que ecoou pelo teatro.

Clarice é muito simples, fofa e encantadora. Apenas com camiseta básica branca, calça jeans e uma bota preta, ela fez o show do início ao fim. Sem esquecer, claro, do tradicional glitter que já faz parte da cantora. A troca com o público foi notável, pessoas gritavam pedindo músicas, e brincavam chamando-a de Vanusa, se referindo a cantora paulista. Além disso, a própria Clarice percebeu que errou as letras das suas canções o que foi motivo de piada para ela e para a plateia por todo o show, vale lembrar que rolou uma contagem do número de músicas erradas.

Acompanhada por uma singela, mas não menos importante, banda. Composta por uma bateria, um baixo, uma guitarra, e um teclado. Todos os acompanhavam na segunda voz também. Além disso, o tecladista colocava diversos arranjos e efeitos durante as músicas, e, ainda, tocou trompete com apenas uma mão, enquanto manuseava seu computador. Mas Clarice não ficou por baixo, tocou seu charmoso pandeiro e sua gaita que encantaram o público.

Cada música de Clarice tem uma história bacana por trás. Quando possível, ela compartilhava com o público. A canção “Marta”, por exemplo, refere a uma mulher desconhecida por ela que está com dívidas no banco, porém quem recebe a cobrança por SMS é Clarice. Logo, virou música para ajudarmos a achar a famosa Marta Helena.

Sem dúvidas o ponto alto do show foi quando cantou a música da cantora Stefhany Absoluta que segundo ela é um clássico. Além disso, homenageou sua banda preferida de quando tinha 11 anos, Só para contrariar, cantando “Mineirinho” e “Essa tal liberdade”. Ambos momentos levaram o público a delírio e a gostosas risadas.

Não perca os próximos shows da turnê “Problema meu”. No circuito Sesi Cultural, Clarice ainda fará mais cincos shows. Dia 18/05 em Campos dos Goytacazes, 19/05 em Itaperuna, 25/05 em Petrópolis, 26/05 no Sesi Caxias e para fechar, dia 27/05 no Sesi Jacarepaguá.

E você pode adquirir o novo álbum e uma caderneta da cantora no próprio show. É só procurar a mesa do representante.

Confira o Setlist do show:

1 – Irônico
2- Eu escolhi você
3- Eu esqueci você
4- Vinheta
5- Deve ter sido eu
6- Se esse bar
7- L’Amour Toujours/Talvez
8- Capitão Gancho
9- O que eu bebi por você
10- Marta
11- A volta do mecenas
12- Robespierre
13- Stefhany
14- Eu me lembro
15- Banho de piscina
16- Eu sou problema meu
17-  Mineirinho/Essa tal liberdade
18- Clarice
19- Como é que eu vou dizer que acabou?

Bis

20- Monomania
21- Survivor
22- Vagabunda


Por Carolina Gomes

CLOSE
CLOSE