No último dia 11 de abril foi realizada a coletiva de imprensa do filme nacional “Gostosas, Lindas e Sexies“. A comédia brasileira vai estrear nos cinemas no próximo dia 20 de Abril e terá no elenco as atrizes Lyv Ziese (“Odeio Segundas” e “Boogie Oogie“), Carolinie Figueiredo (“Malhação” e “Ti Ti Ti“), Cacau Protásio  (“Avenida Brasil” e “Vai Que Cola – O Filme“) e Mariana Xavier (“Minha Mãe É Uma Peça” e “A Força do Querer“) nos papéis das protagonistas.

As atrizes compareceram na coletiva em um hotel de São Paulo, junto com o Diretor Ernani Nunes, que está estreando na cena dos longas metragens, e o produtor Marcelo Braga (“Lascados“) , para dividir com a imprensa como foi a montagem de cada uma das personagens, as dificuldades pessoais com os assuntos retratados durante a obra e responder as perguntas dos veículos de comunicação.

Ernani aproveitou a coletiva para contar como foi a concepção da ideia para seu primeiro trabalho para as telonas, destacando que começou a escrever seu argumento, ou seja, começou a dar os primeiros passos do projeto cinematográfico há 11 anos, em 2006:

“O Marcelo (produtor do filme) chegou junto comigo, meu parceiro e irmão que me falou ouve (a ideia), em 2010, 11, e a gente ta aqui agora pra apresentar esse filme pra vocês, que a gente tem muito orgulho. […] eu estou muito satisfeito com tudo o que fizemos, realmente, pra mim, eu já amo muito esse filme. Vocês já assistiram o filme, né? Espero que tenham gostado e entendido a proposta.”

A atriz Lyv Ziese, que vive Tânia no longa, falou na coletiva sobre suas convicções acerca do, tão pouco falado e bastante assustador, preconceito contra gordos. Contou que foi sempre muito sortuda porque nunca sofreu com bulling e se surpreende com histórias que escuta. “Minha mãe me perguntava se eu queria ir contra o mundo“, conta a atriz, e afirma que se for preciso ela vai enfrentar e ficará muito contente ao conseguir vencer.

Mariana Xavier também aproveitou o tema do filme para falar sobre o assunto. Expõe que foi nessa obra que fez sua primeira cena em que teve relações sexuais com outra pessoa: “Foram tão legais que colocaram minha primeira cena de sexo da vida no primeiro dia de gravação“. Ficou bastante nervosa antes de começar a gravar, mas conta que a atriz Carolinie Figueiredo conversou com ela e a convenceu de que a cena era muito importante na questão da representatividade das mulheres que são gordas e nunca foram referidas dessa forma nos filmes sem que fosse em tons de chacotas ou brincadeiras.

Uma das personagens principais, Ivone, interpretada por Cacau Protásio, relatou que foi bastante complicado se encaixar nesse papel de uma mulher rica que não é “historicamente e socialmente” vivido por gordas. As atrizes ressaltaram que o papel da atriz gorda, seja em filmes, novelas ou seriados, é sempre visado para ser a amiga da protagonista ou a tiazona que não é amada, e trazer a mulher independente, a empreendedora ou qualquer contraponto aos papeis “aceitáveis” é sempre um desafio e uma afronta direta.

Para finalizar com chave de ouro a tarde de “Gostosas, Lindas e Sexies” com a imprensa, Carolinie Figueiredo, que da vida à jornalista Beatriz no filme, contou que foi extremamente questionada por estar no projeto: “Você não é gorda!“, diz a atriz imitando o que as pessoas falam, quando estava trabalhando na novela malhação e contracenava com pessoas mais magras, era denominada “gordinha” e hoje que contracena com mulheres gordas, é considerada magra demais para isso.

Vocês não vão me deixar louca!” desabafa Carolinie, para ela nenhuma mulher tem que ficar confusa sobre qual deve ou pode ser o lugar ao qual ela pertence, não se pode tirar-la de uma “categoria” para ser condicionada a alguma outra.

“A mulher tem que ser livre para ser aquilo que ela quer ser.” (Carolinie Figueiredo)

A Woo! Magazine assistiu o filme em São Paulo e no Rio de Janeiro, e, em breve, vai contar tudo sobre o projeto em suas críticas. Não deixe de nos acompanhar e saber tudo sobre “Gostosas, Lindas e Sexies”.

Por Beatriz Bertolli Paulini