Na última sexta-feira, 6 de outubro, a equipe da Woo! Magazine acompanhou a coletiva do filme “Como se tornar o pior aluno da escola” que aconteceu no Cinemark do Botafogo Praia Shopping. O filme é inspirado no livro de mesmo nome do comediante Danilo Gentili, lançado em 2009, que vendeu mais de 10 mil de cópias.

O filme conta a história de dois amigos que estão cansados das regras da escola impostas pelo rigoroso diretor Ademar. Um deles, Pedro (Daniel Pimentel) encontra um caderno escrito por um ex-aluno e os meninos resolvem procurá-lo para descobrirem como mudar a rotina da escola e se tornarem os piores alunos da escola. O ex-aluno é vivido por ninguém mais que Danilo Gentili, o verdadeiro pior aluno daquela escola. Todos os ensinamentos dele são críticas sobre o filme.

A coletiva contou com a presença do próprio Danilo, que além de ser um dos protagonistas também é o roteirista, e do diretor estreante Fabrício Bittar. Após a exibição, ambos chegaram e contaram como foi fazer a produção, desde a ideia inicial de adaptar o livro para as telonas até a reação ao assistir o longa após o primeiro corte, que é antes do resultado final. Eles entraram na sala de cinema timidamente, sentaram-se abaixo do telão, de frente para a imprensa e de maneira descontraída aguardaram pacientemente as luzes se acederem para que pudéssemos ter uma melhor iluminação para fotos e filmagens. Nesse meio tempo Gentili soltava algumas gracinhas e interagia com todos através de piadas internas presentes no filme.

Bittar contou que sempre quis fazer um filme que envolvesse um cenário escolar, que fosse voltado para o público adolescente. Quando ele leu o livro do comediante, teve certeza que gostaria de adaptá-lo para uma versão cinematográfica. Os dois começaram a conversar sobre a possibilidade há cerca de 5 anos e durante todo o processo inúmeras mudanças aconteceram, até mesmo durante as filmagens. Para que o roteiro fosse finalizado a tempo das filmagens iniciarem, Gentili e Fabrício, chegaram a ir para um spa afim de que pudessem se concentrar melhor. Deu certo, mas mesmo assim algumas cenas tiveram que ser alteradas ou cortadas por causa da verba. De qualquer forma eles ficaram satisfeitos com o resultado, menos surreal do que eles tinham em mente.

Fotos: Graça Paes / Zapp News

Sobre o elenco ambos foram só elogios, a começar por Carlos Villagrán. O ator mexicano estava sempre fazendo brincadeiras nos bastidores e improvisou em muitas cenas, o que agradou bastante. Gentili contou que esse foi o primeiro filme que fez sendo um dos protagonistas e que sua atuação foi perfeita. “Ele é um gênio. Eu não entendia p*#%$ nenhuma do que ele falava,  mas ele é um cara tão genial que eu acho que o que ele fez ultrapassou a barreira da linguagem”. Os atores mirins foram muito bem selecionados para se encaixarem nos papéis de verdadeiros “cabaços” – bordão utilizado em boa parte do longa – e suas atuações também alcançaram as expectativas dos roteiristas. Além disso o elenco restante é bastante experiente e todos são pessoas que o comediante e o diretor admiram.

Durante quase uma hora, a dupla conversou com jornalistas, riu, contou detalhes dos bastidores, brincou, posou para fotos e sempre de maneira muito simpática. Foram muitas informações e resolvemos listar alguma curiosidades sobre o filme “Como se tornar o pior aluno da escola”.

  1.  Fabrício Bittar era diretor na MTV e este é o primeiro longa dele.
  2.  A parceria dele com Gentili começou há cerca de 4 anos e antes do filme eles fizeram a série “Politicamente Incorreto”.
  3.  Danilo convidou Carlos Villagrán para atuar no filme em 2013, quando ele o entrevistou no talk show “Agora é tarde”.
  4.  Ele ficou no país apenas por 15 dias para as gravações.
  5.  Um dos atores mirins foi descoberto por Danilo através do Instagram.
  6.  Daniel Pimentel, que viveu o aluno Pedro, tem 18 anos. Já Bruno Munhoz, tinha 12 anos quando interpretou Bernardo. Os personagens tinham 14 anos.
  7.  A cena em que Fábio Porchat faz uma participação foi inspirada numa cena do filme “Família do Bagulho”.
  8.  Os desenhos que aparecem ao longo da trama foram feitos pelo próprio Danilo.
  9.  Algumas ações dos piores alunos no filme foram reais, vividas pelo comediante, mas a história é extremamente fictícia.
  10.  Alguns países já entraram em contato para que o filme seja exibido no exterior.
  11.  A relação de Danilo com os atores Daniel e Bruno era tão boa que eles ainda se falam pelo Whatsapp.
  12.  A dupla de roteiristas já têm planos para uma continuação.
  13.  Antes disso eles vão rodar um filme com a temática Terror/Comédia com o elenco do talk show “The Noite”.
  14.  O diretor queria fazer um Karatê Kid da zueira e achou o livro do comediante perfeito para inspiração.
  15.  Eles foram impedidos de sair do Spa quando quiseram relaxar e comer coxinha.

Na época do lançamento o livro “Como se tornar o pior aluno da escola” trouxe muitas polêmicas e o filme também pode ir pelo mesmo caminho, até o próprio Danilo comentou que é algo esperado, mesmo que os jornalistas presentes tenham elogiado o resultado final. No próximo dia 12 o longa chega às telonas e para saber o que achamos da trama, confira nossa crítica sobre o filme.

Este slideshow necessita de JavaScript.