No próximo dia 01 de julho, sábado, Djavan – um dos maiores compositores da música popular brasileira – chega na Fundição Progresso para encerramento da turnê de “Vidas pra contar”, vigésimo terceiro álbum de sua discografia. Desde o início de 2016, a turnê já percorreu mais de 40 cidades do Brasil e do exterior, com passagens por Santiago, Buenos Aires, Lisboa, Porto e Estoril. Além de canções do novo disco, o repertório do espetáculo traz também os maiores sucessos do artista alagoano. A abertura da noite fica por conta de Illy, promessa baiana da MPB, produzida por Moreno Veloso e Kassin.

Entre as canções confirmadas no roteiro estão “Não é um Bolero” e “Encontrar-te”, do último álbum, e as clássicas “Oceano”, “Outono”, “Boa Noite”, “Eu te Devoro”, entre outras.

Acompanhado por Carlos Bala (bateria), Jessé Sadoc (flügelhorn, trompete e vocal), Marcelo Mariano (baixo e vocal), Marcelo Martins (flauta, saxofone e vocal), Paulo Calasans (teclados e piano) e João Castilho (guitarras, violões e vocal), o artista é quem assina a direção do espetáculo, que tem iluminação de Binho Schaefer e figurino de Roberta Stamato.

“Existe entre nós, eu e os músicos, um código musical que permite voos para todas as direções, e isto é uma coisa que me ajuda muito, uma vez que persigo sempre a diversidade. Eu acho que a diversidade me impõe a estar sempre correndo riscos, e eu preciso disso”, conta Djavan.

O cenário da turnê foi desenhado a partir do conceito de que a vida de cada pessoa é um grande livro em branco que vai sendo preenchido linha por linha, página por página a cada alegria, a cada tristeza, a cada conquista, a cada novo amor que chega e que parte, ao longo do tempo.

Para outras informações acesse nossa agenda cultural:

Agenda