Quem acompanha o Torneio do Poder em Dragon Ball Super” está percebendo que as lutas estão mais próximas de um tokusatsu (as famosas séries japonesas, como “Jaspion”, “Jiraya” e etc) do que propriamente como Dragon Ball. A falta de participação de alguns personagens tem tornado o arco do torneio muito mais cômico e infantil do que era para ser. Ao analisar tudo aquilo que foi apresentado até o momento, o resultado final é um pouco decepcionante. Para entender o que ocorre com a série ultimamente, vamos a alguns pontos:

Torneio do Poder: Expectativa x Realidade

Depois de 10 mil episódios envolvendo a escolha dos membros do universo, a expectativa criada para o torneio do poder foi enorme, principalmente por um motivo: seriam os 80 guerreiros mais poderosos lutando pela sobrevivência do seu próprio universo. Para quem não está acompanhando tão bem a série, segundo a história, existem 12 universos, dos quais 4 são considerados os mais poderosos entre todos. Esses universos, por sua vez, escaparam de participar do torneio promovido por Zen-oh sama, ao estilo survivor. Todos os universos contra todos e quem sobreviver ganha como prêmios, além de viver, um desejo feito as Super Dragon Balls.

Bem, depois desse breve parênteses, vamos voltar ao torneio. Ao começar o torneio, era esperado um confronto com adversários poderosos. Mas, ao que parece, não é bem assim. A forma como alguns personagens são jogados para fora da arena deixa a desejar a força dos personagens. O universo 7, também conhecido como o nosso universo, vem se destacando pelo poder de luta que se mostra superior aos dos adversários, mesmo sendo considerado um universo inferior. Pois é, não há muita lógica até o momento.

Outra coisa que chama atenção são as técnicas. Em toda luta nos sentimos dentro de um episódio de “Power Rangers” ou de “Sailor Moon”, até mesmo de “Clube das Winx”. No episodio 102, a transformação das guerreiras do universo 2 parece ter saído de um episódio de “Sailor Moon”, e não de “Dragon Ball”. Não sabemos se algum fã da série realmente curtiu aquele momento, que não bastasse, foi apresentado duas vezes. Aaaah, Formation: realmente, nos causa alguns traumas. Até o momento, as técnicas estão decepcionantes. Se a expectativa era de um grande duelo, a realidade mostra ser mais um evento de comédia do que um torneio.

Goku, Vegeta e Gohan

A grande pergunta é: quando os esses personagens terão protagonismo? Até o momento, mesmo lutando um pouco e removendo alguns concorrentes da arena, a participação dos personagens está mais para coadjuvantes do que protagonista. Gohan continua em sua formação ao lado os outros guerreiros do 7 para esperar o melhor momento de atacar. Mas é ai que está, até agora a expectativa com ele.

Vegeta até tenta ser sério e lutar. Contudo, fraqueja em alguns momentos, como não conseguir derrotar um robô cujo a fraqueza é ser insultado (sim, existe isso). Está muito apagado até momento.

Goku parece estar num grande parque de diversões, que aliás, ele deve considerar isso mesmo esse torneio. Baixa muito a guarda, não ataca com o seu poder, acaba tomando uma surra quando poderia revidar e ainda deixa os outros personagens ficarem mais fortes. Um absurdo. Aaaaaaaaaah Formation.

Os que salvam

17 (cabelo preto) e 18 (cabelo loiro) são os principais personagens até o momento

Dentro desse núcleo cômico e de falta de seriedade de “Dragon Ball Super”, dois coadjuvantes tomaram o papel de protagonistas. Os androides 17 e 18 estão realmente lutando para vencer o torneio. Para eles, não tem essa de lutar por diversão. O que está em jogo é o destino do universo. 17 é um grande observador. Em nenhum momento se desesperou para executar um golpe, sem esperar o melhor momento para acabar com os adversários. Por conta disso, já removeu, até o episódio 102, três personagens da arena. E a mesma frieza é de família.

Número 18 também apresenta a mesma seriedade do irmão. Com ela não há enrolação ou brincadeiras. O único foco é alcançar o objetivo. Graças a resistência física dos personagens (eles não cansam), 17 e 18 estão tirando vantagem dos adversários e mostrando como se encara o torneio. Aprende Goku!

No próximo episódio é esperado um protagonismo maior de Gohan. Agora, é aguardar para ver se o filho de Son Goku realmente vai mostrar para o que veio.

É fã de “Dragon Ball Super”? Deixe seu comentário e compartilhe conosco o que está achando até o momento desse novo arco da série.