Uma comediante atriz ou uma atriz comediante?

Ela é atriz, canta, dança e ainda tem o humor em suas veias. Hoje, vamos conversar com Cristiana Pompeo.

Formada na CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), integrou o “Tv Xuxa” em 2005, como cantora e dubladora. Fez diversos musicais como “Um violinista no telhado”(2011), “O Mágico de Oz”, com Lúcio Mauro Filho e Maria Clara Gueiros(2012), “Como vencer na vida sem fazer força”, com Luiz Fernando Guimarães e Gregório Duvivier (2013) e atualmente “Os Saltimbancos trapalhões”, com Renato Aragão e Dedé Santana. Todos dirigidos pela dupla Charles Möeller e Claudio Botelho. Além disso, também é co-criadora e atriz do musical “O meu sangue ferve por você”, em cartaz há quatro anos, tendo recebido ótimas críticas. Participou do longa-metragem “Minha mãe é uma peça” e, desde 2009, faz parte do elenco fixo do programa humorístico “Zorra Total”. E por fim (Ufa!) está no musical “Como Eliminar seu Chefe”, fazendo a Margareth, uma hilária secretária alcoólatra. Como se vê, é uma artista talentosa, multiuso e multitarefas.

Cristiana, quando você percebeu que tinha uma artista dentro de você? 

Acho que quando eu percebi que tinha a necessidade de criar o tempo todo, compor, pintar, cantar , estar no palco.

A sua família apoiou essa ideia de ser artista?

Sempre! Meus pais foram meus maiores incentivadores. Minha mãe foi bailarina e é cantora. Na minha casa sempre tinha música, minha mãe tocava violão e eu, pequena, cantava com ela. Eu criava personagens e meu pai filmava no VHS.

Você é atriz, cantora, comediante e já fez dublagens… O que você considera mais difícil? 

Amo tudo. Dublar também sempre foi uma paixão. Estou voltando a dublar e quero poder conciliar com as outras coisas. Também estou planejando voltar a cantar e fazer meus shows, com músicas minhas autorais.

De todos os trabalhos que já fez, qual mais te marcou? 

Tantos… Musicais são algo que sou apaixonada por fazer. “O Violinista no telhado” foi um marco, uma experiência maravilhosa artisticamente.

O musical “Meu Sangue Ferve por Você” é de sua co-autoria, está em cartaz há 4 anos e tendo recebido ótimas críticas. De onde surgiu a ideia de montá-lo?

A ideia partiu do Pedro Lopes, mas a criação foi de todos nós. Nos juntamos e em 1 semana criamos tudo.

Desde 2009 você faz parte do elenco fixo do “Zorra Total”, muito criticado durante anos e que esteve perto de acabar. Em algum momento você teve receio de que a má reputação do programa pudesse afetar a sua carreira de alguma forma? 

Nunca! Sou muito grata por ter feito parte do antigo Zorra Total, ter contracenado com grandes comediantes que são parte da história do humor brasileiro, assim como tenho enorme orgulho de estar no novo Zorra, que veio renovar o humor. Tudo isso faz parte da minha história.

Nos conte quais são os seus próximos projetos… Alguma novidade em primeira mão?

Ainda esse ano vou fazer uma comédia chamada “Corta”, e nela vou poder fazer várias personagens e contracenar com Beto Carramanhos (visagista e participou como ator de “Acredita na Peruca”, do Multishow). Estou animada pra começar os ensaios!

Para quem quer partir pro lado da comédia, que dica daria? 

Diria pra não tentar fazer graça! Se você é engraçado (a), a graça vai tá na sua forma de enxergar o mundo. Desenvolver um olhar com humor é um ótimo começo!

Por: Rodrigo Zingano