A melhor característica para descrever Fábio Junior só poderia ser fenômeno. Segundo o dicionário Aurélio, a palavra destacada seria tudo que é extraordinário. Quanto ao lado mais filosófico, tudo o que está sujeito a ação dos nossos sentidos, ou que nos impressiona de um modo qualquer. Pode ser que o astro de 63 anos não seja um do tipo natural, como terremotos, furacões e afins, mas, com toda certeza, consegue fazer um estrago no coração do público feminino.

Na noite de ontem (23), Fábio Junior, pai de cinco filhos, entre eles, Cléo Pires e Fiuk, esteve no Km de Vantagens Hall – antigo Metropolitan – para relembrar os velhos tempos de suas baladas sentimentais. Com a casa lotada, os mais de 3000 ouvintes só sabiam gritar e, pela milésima vez, se apaixonar pelo astro romântico.

Antes do show, duas filas razoavelmente grandes foram formadas para tirar foto com banners autografados, tamanho o sucesso do cantor. Enquanto mulheres de meia idade, no geral, se descabelavam só de pensar em dividir o local com o galã, os acompanhantes masculinos testavam sua capacidade em saber dividir seus amores com o paulista que, além de cantor e compositor, atuou em diversas novelas da Rede Globo.Apesar dos 45 minutos de atraso, o show começa bem. Com o sucesso “Só Você”, regravada por Fábio há 20 anos, o público, não só feminino, se anima e canta junto, em bom som. A música, originária dos anos 80, é conhecida também com a voz de Fiuk, após sua participação na Malhação ID (2009).

Em seguida, Fábio Jr resolveu oferecer aos fãs presentes algo que não é de seu repertório usual. A canção “ Na rua, na chuva, na fazenda”, conhecida na voz de diferentes músicos, entre eles, Tim Maia, foi também comemorada.

Com o show em andamento, inúmeros hits foram apresentados. “Senta aqui”, com o delírio da mulherada sempre que o ídolo levantava a perna, oferecendo seu colo; “Seu melhor amigo”, apesar do cantor, com todo seu charme, afirmar que não está interessado nessa posição; “Se quiser”, com juras de amor e carinho, levando, mais uma vez, as adultas de plantão– comprometidas ou não – a pedir, incessantemente, Fábio em casamento e até sucessos de outros companheiros, como “Tente outra vez” de Raul Seixas e “Dias Melhores” da banda Jota Quest.

Ao todo foram 16 músicas, em um show de 1h20. Mesmo que ele já tenha feito esse show infinitas vezes, a emoção contida na hora da composição “Pai” é igual. Não importa a relação de cada um com seu respectivo parente, todos se emocionam, pela carga energética que a música traz e deixa no ar. Dessa vez, ainda que não tenha rendido um choro do artista, trouxe lágrimas nas mesas que o assistiam.Entre algumas das obras cantadas, o cantor aproveita para mostrar sua marcante voz com frases e pensamentos de sua rotina. Com o cansaço nítido em seu olhar – mas nada que tenha impossibilitado a extrema atenção fornecida às fãs –, Fábio fez uma parada, em que saiu do palco e deixou a banda tomar conta. Embora tenha ficado sem fôlego em alguns momentos, o malandro soube disfarçar e propunha interatividade com o público por meio do conjunto que o acompanhava. Podia ser ensinando o vocalista a finalizar uma de suas melodias, ou, até mesmo, fingir beijar a vocalista. Em todos os casos, ele utilizou do bom humor que sempre teve para poder respirar e voltar a alucinar as mulheres.

Independentemente da idade que Fábio tenha, ele, até o momento presente, continua a encantar desde moças a senhoras. Com o começo de “Quando gira o mundo”, todas resolvem se rebelar e ficar o mais perto possível do palco. Um mar de mulheres tomou conta do corredor, enquanto fazia o vocalista sorrir com a demonstração de amor por ele. Permaneceram lá, apesar do fim da música. Com a maioria tentando chamar a atenção do mesmo, ele aceita que uma subisse ao cenário e desse um abraço nele. Como uma espécie de compensação clássica e bastante conhecida por todos, Fábio Junior lhe dá um beijo, deixando o resto do mulherio um tanto recalcadas quanto ao ato.

O show, de fato, é para as mães. Contudo, nada impede de uma plateia mais jovem comparecer. Afinal, muitas de suas obras, são reconhecidas. Sabendo do sucesso indiscutível de duas delas, ele resolve finalizar o show com “Alma Gêmea” e, posteriormente, com chave de ouro, “Caça e caçador”.

Apesar do ritmo mais lento, Fábio Junior conseguiu provar que o verdadeiro exemplo de tietar vem de suas admiradoras. No tempo em que o próprio brasileiro pensa que berros e braços balançando freneticamente vem somente de garotas adolescentes com seus ídolos americanos, tenham certeza a partir de agora: vocês não conhecem o fenômeno Fábio Junior.