Ney Matogrosso, Laerte, Leci Brandão e o jovem Liniker Barros, de 20 anos, um dos nomes fortes da nova geração ligados à desconstrução do feminino X masculino, estão entre as 20 pessoas fotografadas por Diego Ciarlariello para a exposição “Entre Gêneros”, que será aberta nesta sexta-feira, 12/8, às 20h, e deverá ficar até outubro, no SESC Quitandinha.

A exposição é a primeira do fotógrafo, que trabalha com diversos artistas e em 2012, ganhou o prêmio de Melhor Fotografia no concurso Revela São Paulo. “A mostra revela a força de cada um dos retratados, que acaba sendo não apenas individual, pois eles representam, com afirmação, um grupo marginalizado pela sociedade. Essas pessoas são importantes, porque dão maior visibilidade e atraem os holofotes para si próprias e para questões que ainda precisam ser discutidas. Destaco, assim, as androgenias e as transgressões em várias épocas, desde pioneiros como Ney Matogrosso”, resume Ciarlariello.

A programação literária também jogará luz sobre a questão ao reunir em debate (13/8, às 17h) o professor e escritor que pesquisa questões de gênero e sexualidade Denilson Lopes  e João W. Nery, escritor, ativista de direitos humanos e primeiro homem transexual operado no Brasil, durante a Ditadura Militar. O encontro busca um diálogo sobre como a arte contribui nas práticas de liberdade nos papéis de gênero, suas narrativas, e as múltiplas formas de vivência dos corpos e das sexualidades.

            “Será que o fato de uma nova geração ter mais ídolos, marcados por uma transitividade de gêneros, é prova de uma maior liberdade e/ou também maior inserção em novas normas que não cessam de ser criadas?”, provoca o pesquisador Denilson Lopes, que assina o texto de apresentação da exposição.

“O objetivo é chamar atenção das pessoas para temas urgentes, como discriminação, violência e sexualidade, através da arte e do pensamento. A exposição e ciclo de debates propõem uma reflexão sobre a liberdade, acima de tudo”, afirmam Ramon Nunes Mello, técnico de Literatura, e Ana Paula Simonaci, técnica de Biblioteca, idealizadores do projeto Entre Gêneros no Sesc Rio.

A programação faz parte do 15º Festival SESC de Inverno – maior evento de cultura multi linguagem do Brasil -, que acontece entre os próximos dias 12 e 21, simultaneamente em Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, região Serrana do Rio de Janeiro. Serão mais de 930 horas de programação, com 250 apresentações culturais protagonizadas por 420 artistas. A maioria dos programas é gratuita e os eventos pagos têm ingressos até R$ 20. Realizado pelo Sesc RJ – braço sociocultural do Sistema Fecomércio RJ –, o evento tem o apoio dos sindicatos do comércio varejista de Petrópolis e Teresópolis (Sicomércio Petrópolis e Sicomércio Teresópolis). Informações: www.festivalsescdeinverno.com.br

Ney Matogrosso canta (12/8, às 20h), em Petrópolis, enquanto Moska e Tiê se apresentam em Teresópolis e Lenine faz o show Carbono, em Nova Friburgo, no mesmo dia e horário.

Serviço:

ENTRE GÊNEROS, de Diego Ciarlariello
Sesc Quitandinha
Av. Joaquim Rolla, 2 – Petrópolis / RJ
De 12 a 21 de agosto, de segunda a domingo, das 10h as 17h
Após o Festival Sesc de Inverno, a exposição funcionará de terça a domingo, 9h30 às 17h até 2 de outubro.
Classificação indicativa: Livre

Encontro Literários – Arte, Gênero e Liberdade: Sesc
com Denilson Lopes e João W. Nery
Mediação de Ramon Mello e Ana Paula Simonaci (técnicos da Gerência de Cultura do Sesc).
Quitandinha/Biblioteca
13/8 – 17h. Duração: 1h:30min
Classificação indicativa: 14 anos

CLOSE
CLOSE