Galeria - faixa

Da rua para o mundo

Enquanto muitos preferem denegrir os verdadeiros trabalhos feitos através do graffiti e/ou estêncil, espalhados pelas ruas de diferentes cidades do mundo, outros acabam venerando esses oprimidos artistas que são, na maior parte das vezes, esquecidos ou nem mesmo reconhecidos.

Não que sair criando imagens (Pinchando) na parede do vizinho seja correto, não somos a favor disso, mas apreciamos o trabalho quando é permitido e de qualidade. Sem falar que muitos muros abandonados ficam mais bonitos com essa arte do que os vários cartazes colados, amontoados um em cima do outro, totalmente empoeirados e rasgados.

d91cc9e80992cb83fe16a072ea99e01b

Um artista que ganhou o mundo com seu trabalho feito com estêncil e graffiti é o britânico “Banksy”, pseudônimo que ficou conhecido, uma vez que não revela abertamente sua verdadeira identidade. Embora muitos afirmam que seu nome seja “Robert Banks” ou “Robin Cunningham”, não existem provas que possam comprovar seu verdadeiro nome.

“Banksy” começou seu trabalho em Bristol e Londres, Inglaterra, mas rapidamente acabou virando febre em todo canto devido suas mensagens políticas, bastante evidentes em sua arte. O seu lado satírico e subversivo serve de inspiração para outras pessoas, bem como marcas que gostam de usar o seu “humor negro” como fonte de renda para possíveis produtos.

De acordo com o designer gráfico e autor Tristan Manco, Banksy nasceu em Bristol em 1974. Filho de um técnico de fotocopiadora, começou sua arte após abandonar o trabalho de açougueiro. Muitos pesquisadores afirmam que seu trabalho é inspirado no primeiro artista de graffiti de Paris “Blek le Rat”.

cd64b0705268c21370c1572732a14f1e

Repleto de conteúdo social, sua criação não fica estabelecida somente nos muros das cidades, ela também se impõe nas pinturas de telas, através do ativismo politico e no cinema. Seus filmes, geralmente, são destaques em grandes festivais e premiações de renome no mercado cinematográfico.

O primeiro trabalho de Banksy nos cinemas foi o filme ‘Exit Through the Gift Shop’ que teve sua estreia no festival de Sundance e, logo em seguida, em 2011, foi nomeado ao Oscar de melhor documentário.

Em 2015, ele inaugurou o “Dismaland”, considerado um “parque temático familiar para anarquistas principiantes” em Somerset, região litorânea ao oeste do Reino Unido.

banksy1_1

banksy2

Confira abaixo algumas imagens que separamos para mostrar a arte de Bansky espalha pelo mundo, seja por ele ou por alguns admiradores que o copiaram.

 4431c214363586e02a476fbcc5ee84ee

14a32f16eb3f41f36c3b40240dfb223c

1c0981d87f726ba490c4e1aa5615cc90

b3b9672055cd4640a629a5b513ed6622

7efd477f4819cb0c4e38e49a085d86be

0ce39f32fe64e0cf3a8fff86390d30d7

befb8b6cc3ade271114409a058fd94bd

Continuem apreciando Banksy e outros artistas espalhados pelo mundo. A arte merece continuar viva todos os dias, sem correr o risco de ser afetado ou prejudicada por falsos idealistas.

Daniel Gravelli é um brazuca que parle français e roda uns filmes por aí. Apaixonado pelo universo da escrita, tem um caso com o teatro e morre de amores pelo cinema. Fotógrafo e crítico nas horas vagas, gosta de cozinhar, apreciar um bom vinho e trocar ideias interessantes.