A Rede Globo vai transformar mais um filme em minissérie. Assim como aconteceu com as produções “Gonzaga: De Pai Pra Filho”, “Alemão”, “O Tempo e o Vento” e “Serra Pelada”, a emissora irá desdobrar mais um filme para ser transmitido na grade do canal aberto. Agora será a vez do longa-metragem “Entre Irmãs”, que teve a estreia no dia 12 de outubro deste ano durante o circuito de filmes do Festival do Rio e depois ganhou as telas do Rio e de outros estados do país.

A produção será exibida no início do ano que vem, bem na época em que o canal já é conhecido pelo lançamento de séries, principalmente nesse formato.

Desta forma o canal consegue economizar, pois transmite filmes inéditos na televisão brasileira que fazem parte da sua produtora, a Globo Filmes. Além disso, ainda divulgam os longas-metragens para os telespectadores.

O longa-metragem “Entre Irmãs” é protagonizado pelas atrizes da casa Marjorie Estiano e Nanda Costa, que atualmente faz parte do elenco da novela das 19h “Pega Pega”. O filme é dirigido por Breno Silveira, que tem em seu currículo produções como “2 Filhos de Francisco”, “Gonzaga — De Pai para Filho”, “Era Uma Vez” e “O Homem do Ano”, com roteiro de Patrícia Andrade. Além das atrizes Nanda e Marjorie, o filme também conta com Júlio Machado, Rômulo Estrela, Letícia Colin e Cyria Coentro no elenco.

De acordo com a colunista de TV do jornal “O Globo”, Patrícia Kogut, a atração será dividida em quatro episódios, que serão exibidos nos primeiros dias do ano que vem. Uma novidade é que a transmissão contará também com cenas inéditas.

Sinopse do filme: Ambientada no Nordeste brasileiro durante os anos 30, Luzia (Nanda Costa) e Emília (Marjorie Estiano) são irmãs que vivem na pequena Taguaritinga do Norte, ao lado da tia Sofia (Cyria Coentro), que lhes ensinou o ofício de costureira. Enquanto Emília sonha em se mudar para a cidade grande, Luzia se conforma com a realidade ao mesmo tempo em que lida com as dificuldades de ter um braço atrofiado, por ter caído de uma árvore quando criança.

A vida destas três mulheres muda por completo quando o cangaceiro Carcará (Júlio Machado) cruza seu caminho, obrigando-as a costurar para o bando que lidera.

As duas irmãs são separadas pelo destino e vão precisar enfrentar o preconceito e o machismo da época em suas respectivas trajetórias. Uma sofre por causa da alta sociedade na cidade grande e a outra de um grupo de renegados no interior de Pernambuco. Embora as duas não vivam próximas, as irmãs só tem uma à outra no mundo, e na sua maneira, cada uma vai tentar se afirmar levantando a bandeira do feminismo, salvo as proporções do período cultural.

As séries não param por aí. Outro programa que faz sucesso no canal também será lançado durante esse período de férias escolares. Em janeiro, a Rede Globo transmitirá Cidade dos Homens”. A segunda temporada segue com os atores Douglas Silva e Darlan Cunha como os protagonistas do elenco.

O tema central da série irá mostrar o dia a dia dos protagonistas, Acerola e Laranjinha, com seus respectivos filhos em uma comunidade carioca, além da dificuldade de se viver em um local com troca de tiros diárias entre bandidos e polícia. De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco, do portal UOL, a nova temporada será exibida novamente em janeiro, mas ainda não foi divulgada a data oficial de estreia, e contará com quatro episódios. A atriz Roberta Rodrigues também retorna a série.

Além disso, a série contará com memórias do seriado original trazendo histórias do passado, inclusive com flashbacks, e mesclando com o presente.