A mais nova série da rede britânica BBC, “ O chamado do Cuco”, é a adaptação do primeiro livro da trilogia de Robert Galbraith, vulgo J.K.Rowling. Com a ideia de passar a obra literária para a tv desde 2014, Rowling virou a roteirista e a diretora executiva. Desde o início da produção, foi decretado somente sete episódios para serem desenvolvidos. “O bicho de seda” e “Vocação do mal”, segundo e terceiro livro, respectivamente, ainda serão trabalhados por outros profissionais.

A história, em questão, gira em torno do ex-veterano de guerra e, agora, detetive particular, chamado Cormoran Strike (Tom Burke). Filho de um astro do rock e de uma grande modelo, Strike enfrenta problemas para ser levado a sério com a profissão escolhida, além de ter uma vida pessoal e amorosa bastante conturbada.

A narrativa do livro e, portanto, da série, inicia quando uma grande e famosa modelo, Lula Landry (Elarica Johnson), é tida como morta, aparentemente, por suicídio. Os policiais que cuidavam do caso não oferecem um trabalho muito profundo, decretando que a própria jovem tirou a própria vida após se tacar de sua cobertura em Londres.

Contudo, o irmão da supermodelo, John Bristow (Leo Bill), não acredita que esse seja, de fato, o motivo da morte. Dessa forma, resolve ir atrás de Strike, conhecido da família, para ajudar a investigar o caso, ocorrido e finalizado há meses. Sem muitos clientes em potencial e, principalmente, sem renda para se sustentar no escritório – Cormoran havia terminado o relacionamento e foi morar no local de trabalho –, o detetive aceita participar da busca pela verdade.Para que todo o novo dinheiro que está entrando não seja gasto em bebida e cigarro, a nova assistente de Strike, Robin Ellacott (Holliday Grainger), ajuda o chefe temporário a se adaptar a rotina do trabalho. Apesar de ser contratada pela agência e ter que ficar lá apenas por uma semana, Robin se envolve com o caso de suposto assassinato e se dedica por inteira ao emprego.

Sendo assim, com a ajuda de Robin, Strike vai a procura dos suspeitos, investigando no prédio de 3 andares de Lula, assim como indo atrás de todos que conviviam com a modelo. Entre os envolvidos em potencial, ou seja, qualquer um, estão: o namorado Evan Duffield (Bronson Webb), que tem fetiche em usar uma cabeça de lobo aos eventos que aparece; o tio Tony Landry (Martin Shaw), quem não tinha um dos melhores relacionamentos com a sobrinha; o casal Bestigui, vizinhos do primeiro andar, assim como o rapper obcecado pela modelo, que morava um andar abaixo; a melhor amiga do ramo, Ciara Porter (Amber Anderson) e uma desconhecida, chamada Rochelle Onifade, entre outros.

Com uma lista de cheia de suspeitos, Strike é obrigado a investigar cada detalhe da rotina da famosa e, consequentemente, alguns segredos que envolvem a todos os personagens da história. Muitos possuem álibis um tanto fracos, fazendo com que, aos poucos, o detetive os quebre e consiga ir vendo que, de inocente, não resta uma única alma.

O personagem principal da série seria uma mistura de características de vários outros das demais, porém, chamando a atenção de um especificamente marcante. Com seu jeito de caminhar com dificuldade, devido à perda de um pedaço da perna após uma das guerras que esteve, é possível pensar no Doutor House da série que leva seu nome. Com a audácia demonstrada em seu caminhar torto, porém forte, a inteligência e esperteza do britânico é nítida da mesma forma que a do médico.

Além da leitura corporal, seu jeito arrogante de trabalhar e de demonstrar frieza com seus colegas de profissão, é impossível não perceber que há uma série de aspectos que os fazem parecer similares.

Com a duração aproximada de 60 minutos em cada episódio, “O chamado do Cuco”, cujo nome é o apelido pelo qual a modelo assassinada é conhecida, estreou em junho no território inglês.