Data de lançamento: 16 de Fevereiro de 2017
Direção: Chad Stahelski
Gênero: Ação
Duração: 123 minutos
Distribuidora: Paris Filmes
Classificação: 16 anos

Sinopse:

O lendário John Wick é forçado a deixar a aposentadoria em função de um criminoso que conspira para tomar o controle de um clã de assassinos internacionais. Por causa de um pacto de sangue, John Wick viaja para Roma com o objetivo de ajudar um velho amigo a derrubar a organização internacional secreta, perigosa e mortal de assassinos procurados em todo o mundo.

 

 

 

 

 

 

 

 Crítica 1 – Daniel Gravelli: Depois de figurar mais de um ano na “Black list” (Lista negra) de filmes não produzidos por Hollywood, por falta de interesse dos executivos dos estúdios, “John Wick” (“De volta ao jogo” – no Brasil) ganhou a luz do dia em 2014 trazendo a história de um temido assassino de aluguel que decidiu se aposentar para viver com a mulher por qual se apaixonou. Após a morte da mesma ele passa a viver recluso ao lado do cachorro que ganhou de presente, até o dia em que sua paz é ameaçada pelo filho do chefe da mafia russa que o espanca, mata o seu companheiro e rouba seu carro. Leia mais!

Crítica 2 – Marya Cecília Ribeiro: Já havia sido dito aqui uma outra vez, mas só pra confirmar: os filmes de John Wick não tem nada de original. Você não vai ver algo inovador na tela. Porém, é consistente que a primeira produção é uma ótima opção de filme. Leia mais!

Crítica 3 – Paulo Abe: Menos cores, ação ainda de qualidade e uma boa continuação para o primeiro episódio. Dirigido por Chad Stahelski (Matrix), que é dublê e coreógrafo de luta, e estrelado por Keanu Reeves (Matrix), mostra a continuação da jornada de John Wick (Keanu Reeves), o Baba Yaga, horas ou dias depois do primeiro filme. Leia mais! 

Este slideshow necessita de JavaScript.

DÊ SUA NOTA PARA ESTE FILME!
Votação do Leitor 1 Voto
9.0