A Liberty já se tornou um clássico e está presente no armário de 9 entre 10 fashionistas, em vestidos, saias, lenços, bolsas, sapatos e até mesmo artigos para decoração. Mas você conhece a história da estampa mais famosa do mundo da moda? 

No século XIX, um comerciante de tecidos do Oriente — época que os produtos orientais impunham grande respeito na moda europeia — na Regent Street, em Londres, decidiu estampar na seda flores pequenas. Arthur Liberty se inspirou na simplicidade, liberdade e naturalidade do movimento pré-rafaelita.

Não demorou muito para que a estampa deixasse a East Indian House ( hoje Liberty London), atravessasse o Canal da Mancha e chegasse a Paris. Na França as flores  pequeninas impressas de modo artesanal casavam com o movimento da Art Nouveau, que defendia a valorização do trabalho feito à mão, as formas orgânicas e referências à natureza como alternativa a mecanização da produção.

A estampa mundialmente conhecida recebeu o nome de seu  criador, liberty. E hoje, é considerada por muitos romântica e meiga, mas representa na história da moda uma mudança no pensar, vestir e agir. Arthur Liberty ousou trazendo a simplicidade e inspirou estilistas como Yves Saint Laurent, Kenzo, Jean Cacharel nos anos 60 e 70 e continua inspirando a cada estação e coleção.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por Luana Benedito