E aí, já comprou os presentes para o Natal? Está em dúvida do que dar para seu amigo secreto (ou não), ou algum parente? Quer uma dica de algo inusitado, diferente e acima de tudo inteligente? É por isso que nós, da Woo! Magazine, separamos uma listinha dos melhores livros para presentear neste Natal, nela há indicações para todos os gostos e públicos. Bora conferir?

Os mais vendidos de 2017…

Dentre as opções dos mais vendidos deste ano, temos na lista dos 10 primeiros dois livros do mesmo autor, Augusto Cury:

O Homem mais Inteligente da História

Em segundo lugar no top 10, com mais de 85 mil exemplares vendidos, tendo seu lançamento no ano passado (2016), é uma ficção de mais de 270 páginas que narra a história de um ateu que aceita o desafio de analisar a inteligência de Jesus Cristo, com tons de religiosidade e filosofia, foi o que o tornou um dos mais vendidos, já que leva o leitor a muitas reflexões sobre a vida.

Ansiedade – Como Enfrentar o Mal do Século

Um livro com toques de psicologia e auto-ajuda, procura desvendar a origem e solução para uma doença cada dia mais comum na sociedade moderna: a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA), ou como a maioria define: a apavorante ansiedade. Em sexto lugar entre os mais vendidos, já foram distribuídas mais de 59 mil exemplares no Brasil. Vale a pena a leitura!

Os melhores clássicos…

E para quem curte livros clássicos, recomendamos um de nossa literatura brasileira e um estrangeiro:

A Morte e a Morte de Quincas Berra D’água – Jorge Amado

Publicado em 1959, é um romance divertido e prazeroso de ler, com apenas 96 páginas, conta sobre a vida do boêmio Quincas entre as ruas da Bahia e suas travessuras mesmo após sua morte, uma linda reflexão sobre a morte e a vida e como levamos a sério as aparências, que, no geral, não nos servem muito.

A Revolução dos Bichos – George Orwell

Uma sátira muito inteligente de 1945, que até hoje é recomendada e leitura obrigatória para todo bom universitário, é uma grande crítica a todo tipo de poder totalitário, repleto de metáforas e comparações hilárias que fazem o leitor rolar de rir se não fosse a dura e cruel realidade presente por trás da fábula.

Livros Infantis…

E para as crianças, dois grandes clássicos infantis, que também servem para os adultos, e para quem quiser mais dicas para as crianças, pode conferir aqui .

O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

Do ano de 1943, tornou-se um grande clássico em todo o mundo, sendo traduzido para mais de 280 línguas, é considerado um dos livros mais vendidos e narra a história de um aviador perdido no deserto e um pequeno menino, que juntos descobrem como são os mistérios de uma criança e um adulto, uma fábula sobre amizade e amor.

As Reinações de Narizinho – Monteiro Lobato

Lançado em 1931, porém com contos sempre novos para a criançada, serviu de inspiração para as histórias do Sítio do Pica Pau Amarelo que já foram transformadas em filmes, séries e especiais de TV. De grande importância, pois fala sobre nossa cultura de forma singela e mantém vivo o nosso folclore.

Livros Infanto-juvenis…

Duas opções gostosas de ler e que encantam o universo infanto-juvenil, sendo que um deles serviu de inspiração para um dos filmes mais comentados do ano: “A Culpa é das Estrelas”. É possível ler mais sobre ele aqui.

 

A Culpa é das Estrelas – John Green

Um romance adolescente de 2012, conta de forma dramática e bela a vivência de uma jovem doente, Hazel, sem muitas esperanças, que conhece em um grupo de auto-ajuda um garoto também com uma grave enfermidade, Augustus, os dois vivem grandes aventuras e descobrem o amor e o valor de viver cada momento da vida.

Destrua este Diário – Keri Smith, Rogério Durst

Uma espécie diferente de diário, que serve para toda a garotada expressar seus sentimentos de forma criativa e intensa, valendo de tudo, desde a rabiscar, desenhar, queimar e inclusive rasgar o livro, deixando nele a sua marca e personalidade.

Histórias de Natal…

E pra finalizar nossas indicações de presentes de Natal, nada como surpreender com uma história típica desta época. Têm vários sobre o tema (veja mais aqui ), mas dois clássicos que não podemos deixar de mencionar, são eles:

Como o Grinch Roubou o Natal – Theodor Seuss Geisel

Uma das mais conhecidas e antigas histórias de Natal, publicada em 1957, conta sobre uma garotinha e um monstrinho verde, de nome Grinch que resolve acabar com os festejos da data tão esperada na cidadezinha de Quemlândia, e neste cenário se desenrola uma grande aventura que já foi transformada em desenhos, musical e até mesmo em filme.

Um Conto de Natal – Charles Dickens

A história de um velho rabugento que vive para si e solitário, apenas preocupando-se em acumular riquezas e maltratar o próximo, porém, nas vésperas de Natal ele recebe a visita inesperada de fantasmas que transformam seu jeito de ser e agir. Um clássico de Natal que também já teve várias adaptações, inclusive pela Disney com o personagem do Tio Patinhas.