Histórias românticas existem desde que o mundo é mundo. Inicialmente retratadas por meio da literatura e depois pela sétima arte: o cinema. A partir daí, diversos casais emblemáticos apareceram para marcar a vida dos telespectadores. Normalmente acompanhado pelo famoso “final feliz”, é importante lembrar também que os romances acabaram impactando na forma como o público enxerga as relações amorosas reais. E até por isso, alguns diretores optaram por explorar os relacionamentos de forma mais real, mostrando dificuldades, obstáculos e até mesmo finais que não dão certo, como os famosos Titanic e Romeu e Julieta.

Por isso, resolvemos preparar uma listinha de filmes românticos com diversas narrativas e abordagens.

1 – “Brilho Eterno De Uma Mente Sem Lembranças”

Do diretor francês Michel Gondry, Brilho Eterno De Uma Mente Sem Lembranças foi estrelado por Jim Carrey (Joel) e Kate Winslet (Clementine). O longa retrata a história de um casal excêntrico, Joel e Clementine, que depois de anos tentando fazer com que o relacionamento desse certo, resolvem dar um fim no namoro. A mulher, decepcionada com o término, decide se submeter a um tratamento experimental que promete tirar todas as suas lembranças com Joel. Sabendo disso, ele resolve fazer o mesmo, mas desiste no momento em que está preparado para o procedimento. Para que suas lembranças com ela não se apaguem completamente, ele começa a inseri-la em memórias as quais ela não participou. É um filme que une o romance à ficção científica e trata de forma muito sensível o sentimento do amor. A produção ganhou o Oscar de melhor roteiro original.

2 – “Loucamente Apaixonados”

Com tradução ingrata do nome original Like Crazy, o longa foi dirigido por Drake Doremus e estrelado por Felicity Jones e Anton Yelchin. O drama é sobre uma inglesa chamada Anna, que ao estudar no Estados Unidos durante um período, conhece Jacob, um jovem americano. Como já bem conhecido, eles vivem uma história de amor e Anna até ultrapassa o limite de seu visto de estudo para ficar mais tempo com o amado, só que é descoberta e deportada para seu país. O relacionamento à distância já foi retratado no cinema, mas a diferença desse filme, é que o longa busca explorar não só os obstáculos, mas o que eles trazem para a relação. O ciúme, a saudade, e até a solidão e a melancolia são muito bem abordados nessa produção. Além do desfecho, que deixa inúmeras interpretações. É realmente um achado.

3 – “Questão de tempo”

O filme é do diretor Richard Curtis e tem Domhnall Gleeson e Rachel McAdams como protagonistas. A comédia romântica conta a vida de Tim (Domhnall Gleeson) que descobre aos 21 anos que possui um dom de família, ele pode viajar no tempo. O jovem acredita que isso pode ajudá-lo a arranjar uma namorada, mas acaba não tendo muito sucesso. O protagonista se torna um advogado e se muda para Londres e, então, um dia, vai a um restaurante e conhece Mary (Rachel McAdams) e os dois se apaixonam. A principal questão do filme é mostrar como a possibilidade de voltar e alterar o passado pode afetar no presente. Com um ar cômico e delicado, “Questão de Tempo” é um filme muito agradável de se ver.

4- “Amor”

Amour é, na verdade, um filme francês dirigido por Michael Haneke, que traz como atores como Jean-Louis Trintignant e Emmanuelle Riva como personagens principais. O drama conta a história de um casal de idosos, Anne e Georges, aposentados e amantes da música. Eles têm uma filha musicista que vive em outro país, na França. Certo dia, Anne sofre um derrame e é submetida a uma operação na carótida que corre mal e a paralisa em um lado do corpo. Com isso, o casal passa por alguns obstáculos e o amor deles é posto à prova.

CLOSE
CLOSE