Impossível não adorar os Faldérault. Gente como a gente, a procura de diversão, de passar um tempo de qualidade com a família, de obter da vida o que ela pode proporcionar de melhor! E após os acontecimentos da HQ em que essa família belga nos é apresentada no vol. 1, agora a Sesi-SP Editora lança o segundo volume “Verões Felizes: 2. A Calanque” para a alegria dos leitores!

Esse novo álbum traz o casal Pierre e Madô alguns anos antes da primeira aventura, em 1969 (a primeira história se passa em 1973, quando o casal já tem a filha caçula… Nessa “prequel”, Madô ainda está grávida, e todos ficam sabendo disso pela filha Nicole. Ao embarcar nessa viagem em seu carro, o qual eles chamam carinhosamente de “Senhorita Estérel”, os Faldérault não tem um rumo muito certo, só sabem que querem ir para o sul, onde esperam encontrar sol, muito sol! Nessa viagem farão muitos amigos, e aproveitarão cada momento como se fosse um tesouro precioso!

O roteiro é de Zidrou, nome artístico de Benoît Drouise, nascido em Anderlecht (Bélgica), no ano de 1962. O roteirista entrou para esse universo dos quadrinhos escrevendo para a revista Spirou nos anos 90, e deu vida à Eleve Ducobu e Tamara, dois ícones dos quadrinhos. Um dos mais prestigiados nomes da nona arte, Zidrou conseguiu cada vez mais alcançar uma identidade muito particular com suas histórias, alternando o realismo com a fantasia, fazendo com que alegria e tristeza andem juntas de forma muito poética.

Os desenhos maravilhosos são de Jordi Lafebre, nascido em Barcelona (Espanha) em 1979. Os traços suaves, os desenhos cheios de movimentos e as expressões dos personagens que praticamente falam com o leitor são perfeitos para ilustrar os momentos de alegria, de descontração e de descobertas da família ao longo de sua jornada. Jordi estudou a arte dos quadrinhos na Escola Joso, em sua terra natal, e também frequentou a Faculdade de Belas Artes da Universidade de Barcelona. Trabalha com quadrinhos e ilustrações desde 2001, já tendo contribuído com diversas revistas espanholas desde então.

A família de Pierre e Madô tem o poder de contagiar a todos que passam por seu caminho com sua alegria… Mesmo um caronista que não mostra muita empolgação com os inquietos Faldérault, acaba tendo seus planos transformados por eles. A HQ nos mostra humanos mostrando o que eles têm de melhor, a capacidade de dividir momentos felizes e de sentir prazer em ajudar. Cada personagem na história tem uma personalidade forte e é lindo ver como são aceitos sem críticas ou reprovações. Pierre é um quadrinista, o que rende algumas piadas, como em um momento em que lhe perguntam qual sua profissão de verdade! Só quem já passou por algo assim para entender o que Pierre sentiu, mas se você nunca passou por uma situação parecida, não se preocupe, Jordi consegue passar cada emoção da maneira mais verdadeira possível através de sua arte! A expressão de Pierre nesse momento é uma das melhores da história!

Os cenários apresentados são um espetáculo à parte, quando eles chegam na calanque (acidente geográfico que se apresenta sob a forma de uma angra, enseada ou baía), a sensação é a de que encontraram um refúgio perfeito, e estar naquele ambiente seria tudo o que o leitor gostaria, e de preferência que o tempo parasse ali, naquele clima de paz e harmonia com a natureza… Mas ainda não inventaram uma maneira de transportar leitores para histórias em quadrinhos, tampouco inventaram algum aparelho capaz de fazer o tempo parar… Mas se quiser por alguns momentos mergulhar em uma história leve, linda e divertida, embarque nessa nova aventura com Pierre, Madô e as crianças! Temos certeza que fará uma boa viagem!