Exposição exibida no Arte Core e na Galeria Homegrown Ipanema abre nova edição no shopping carioca

A partir de hoje, o Lounge RIOSUL recebe a exposição “Soy Como Soy”, de Marco Frossard, com curadoria da Homegrown. O fotógrafo, que desde jovem se interessa por grupos de contracultura, apresenta histórias das ruas de São Paulo e Los Angeles em seu novo projeto pessoal. A mostra, exibida no Arte Core no ano passado e na Homegrown Ipanema este ano, é fruto de quinze anos de dedicação. Nela, o artista retrata personagens que cultuam o universo dos carros lowrider no Brasil e nos Estados Unidos.

“A ideia de fazer parte de um grupo que você escolhe e para o qual também é escolhido sempre fez sentido para mim. Em 2000, comprei um carro antigo que veio com várias revistas, dentre elas uma Lowrider Magazine. Decidi reformar e transformar o carro em um lowrider. Para isso, entrei em contato com pessoas de São Paulo. Foi difícil, já que era um universo fechado. Aprendi que lowrider era uma cultura”, explica o fotógrafo.

Frossard começou fotografando amigos em São Paulo, até que em 2005 foi pela primeira vez para Los Angeles, o berço da cultura lowrider. Nos Estados Unidos, aos poucos conseguiu penetrar no mundo fechado das gangues e passou a retratá-las também em suas fotos. Seu trabalho rendeu frutos. O primeiro foi a exposição no Arte Core, em 2016, festival de arte urbana no MAM Rio, com curadoria da Homegrown. Depois, ganhou também as paredes da Galeria Homegrown Ipanema, em fevereiro deste ano. As fotografias são uma amostra do que o artista pretende transformar em livro.

“Esse projeto tem uma estética bastante peculiar e é interessante levá-lo para ambientes e públicos diversos ao assunto, como ao Arte Core, evento carioca mais genuíno dedicado à cultura de rua, na Galeria Homegrown Ipanema e agora no RIOSUL. O que sempre busco retratar nas minhas fotos, nos planos abertos ou fechados, é a intimidade de cada indivíduo, família, o dia a dia deles. Com o lowrider, busco mostrar a paixão dessas pessoas pelos seus carros”, analisa.

“Soy Como Soy” fica em cartaz até dia 14 de maio e contará com cerca de 35 fotografias. As imagens possuem proporção marcada entre chão e céu e a simetria é uma grande preocupação de Frossard. Uma das principais características das fotografias é retratar o universo monocromático dos retratos em contraponto ao lúdico das cores dos carros e de seu entorno.

Para outras informações, acesse nossa agenda cultural:

Agenda