Hoje é dia dos professores. E apesar de vivermos em um país que pouco valoriza essa profissão, muitos foram os mestres que passaram pela vida de cada um e marcaram de forma especial. Um dia para homenageá-los é pouco se comparado a tudo que nos ensinam, até porque alguns ensinamentos se estendem para fora das escolas, cursos e faculdades, são para a vida toda. Se os estudantes passam cerca de 10 meses de cada ano na escola e se dedicando aos estudos, os professores passam quase 12. Afinal eles também estão estudando constantemente, planejando aulas, trabalhos, exercícios e provas, corrigindo-as, tirando dúvidas, participando de reuniões de pais ou do corpo docente, participando de atividades extra curriculares, entre outros. Mas quando o merecido descanso chega, os professores aproveitam cada segundo e viajam muito, talvez para continuar estudando e ensinando, ou apenas para relaxar mesmo. Nós conversamos com alguns mestres para que dessa vez as dicas de viagem sejam deles. Confira!

1. Paraty – Rio de Janeiro

O professor Anderson Barreto indicou duas viagens, a primeira delas é Paraty, no Rio de Janeiro. Ele contou que resolveu se dar de presente esse passeio, justamente para aproveitar o seu dia fazendo algo relaxante e que gosta. “Eu quero conhecer as praias e toda a história, já que o lugar é tombado pelo Patrimônio histórico”. A cidade é um verdadeiro paraíso e faz parte da história do país, porque era no porto de Paraty que se recebia os principais produtos de Minas Gerais na época colonial. Além disso, ali também havia mais de 200 engenhos de cana, o que era de extrema importância para a economia do Brasil. Mas Paraty não se resume a ser apenas uma cidade histórica, ela também encanta pela cultura, pelos eventos que recebe ao longo do ano, pelas praias, pela gastronomia, pela tradicional cachaça, pelo contato com a natureza através da Mata Atlântica, pela arte, pelas diversas igrejas belíssimas, entre outros. Um lugar perfeito para quem quer uma agitação ou a tranquilidade.

2. Cusco – Peru

Já a outra dica de Anderson é a cidade de Cusco no Peru. Ele escolheu esse destino nas suas últimas férias e super indica para quem quer planejar uma boa viagem. Visitar essa região é lembrar do povo Inca que habitava por ali e Cusco é a capital cultural das ruínas deste império. Nomeado como Patrimônio Mundial, o parque arqueológico foi descoberto há cerca de 100 anos, apesar de ter existido há mais de 500 anos, segundo pesquisas feitas. Mas além disso a cidade que cresceu em função desse império oferece muito mais do que só história e ruínas impressionantes. Boa parte da população de Cusco vive do turismo por meio do comércio, do artesanato ou programando passeios culturais. Um bom lugar para conhecer é a Basílica Catedral da cidade, com doze capelas e seu interior é repleto de ouro, prata e quadros. Também existe a opção de visitar cidades próximas que também foram sedes do Império Inca, uma delas é Machu Picchu.

3. Ilha Fiscal – Rio de Janeiro

A professora Tânia Eugênio também indicou dois passeios que valem muito a pena, e ela os fez com seus colegas de profissão, o que foi melhor ainda. O grupo foi para a Ilha Fiscal e Petrópolis, ambos no Rio de Janeiro. A Ilha Fiscal fica na própria cidade do Rio, na Baía de Guanabara e é pura aula de história. Conhecida como onde foi realizado o último baile do Governo Imperial, pois alguns dias depois foi proclamada a república. O local é lindo e muito bem conservado. Na ilha existe guias que acompanham a visita e contam todas as histórias de lá. O visitante conhece o espaço, as exposições permanentes  e também um navio e um submarino que participaram da Segunda Guerra. Um passeio que passa por diferentes épocas da história e ensina muito.

4. Petrópolis – Rio de Janeiro

Se a Ilha Fiscal foi cenário de baile imperial, Petrópolis era a segunda casa dos imperadores. A cidade fica na região serrana do Rio de Janeiro e atrai muitos turistas, principalmente porque é palco para muitos festivais e eventos. Conhecida não só como colônia alemã, mas também habitada por descendentes de portugueses, de franceses e de italianos, o que faz com que a cidade tenha um ar europeu incrível, e claro, aquele toque brasileiro. Os principais pontos turísticos são o Museu Imperial, o Centro Histórico, a fábrica da cerveja Bohemia, a Estrada Real, o museu da casa de Santos Dumont, Palácio de Cristal, entre outros. Claro que os principais lugares visitados são aqueles ligados à história do Brasil e principalmente aos parentes de D. Pedro II. Um lugar muito importante para o país e que tem um quê de cidade de interior com cara de cidade grande.

5. Morro de São Paulo – Bahia

A nossa última dica vem da professora Helena Araújo, que fez uma viagem esse ano para relaxar e esquecer a vida atribulada do trabalho. E o destino escolhido por ela foi Morro de São Paulo, no estado da Bahia. O lugar fica localizado em uma ilha, dentro de uma vila repleta de praias e cenários considerados paradisíacos. São cerca de 6 opções de praias, das quais duas são praticamente desertas, perfeitas para quem precisa mesmo ficar um tempo sozinho e só aproveitar a natureza. Além das praias é possíveis fazer passeios ecológicos, trilhas, conhecer monumentos históricos, curtir uma badalação a noite e muito mais. E para quem gosta de fazer umas comprinhas, assim como em muitas cidades do Nordeste, Morro de São Paulo também oferece um artesanato que encanta e toda noite existe uma feirinha com mais de 20 expositores que agradam a todos os gostos. Para finalizar tem a culinária, como uma boa cidade baiana não poderia faltar o tempero local misturado com os frutos do mar.

Ser professor nem sempre é fácil, são diversos desafios diariamente. Mas fazer algo que gosta é essencial e não tem como exercer uma profissão tão importante sem realmente amar o que faz. Existem alegrias e decepções, vontade de desistir nos piores momentos, mas nada melhor do que ver que o conhecimento é passado para diversas gerações e isso só melhora o futuro do país. Hoje é dia dos nossos professores, e eles merecem a nossa gratidão sempre. Que eles possam aproveitar seu dia da melhor forma possível, descansando, fazendo algo que gostem, viajando, aprendendo, vivendo. Afinal, até nas dicas de viagens dos mestres são maravilhosas!