“O Animal Cordial”, primeiro longa metragem da diretora Gabriela Amaral Almeida, foi selecionado para a Premiere Brasil do Festival Internacional de Cinema do Rio, onde será exibido em competição.

O filme, que já teve première mundial no Fantasia Film Festival, e antes do Festival do Rio, será exibido no “L’Étrange Festival”, na França, é uma fábula violenta sobre desejo na sociedade brasileira. Um thriller com forte influência do slasher e do gore (subgêneros do terror caracterizados, dentre outras marcas, pelo uso de violência gráfica extrema), a história gira em torno de um assalto a um restaurante de classe média alta na cidade de São Paulo.

Estrear um filme é celebrar o milagre que é a criação coletiva. Espero que esse ritual seja cheio de paixão, desejo e comunhão. E que todos saiam banhados de sangue.”. Diz a diretora Gabriela Amaral Almeida.

Tornado campo de batalha e alegoria da própria sociedade brasileira atual, o restaurante invadido torna-se palco dos mais diferentes embates: empregados x patrão; ricos x pobres; masculino x feminino; brancos x negros. Civilização e barbárie: os dois conceitos se alternam na claustrofobia de um espaço, que vai sendo desconstruído à medida que soluções “cordiais” se tornam impossíveis.

Sinopse:
Um restaurante de classe média em São Paulo é invadido, no fim do expediente, por dois ladrões armados. O dono do estabelecimento, o cozinheiro, uma garçonete e três clientes são rendidos. Entre a cruz e a espada, Inácio – o homem pacato, o chefe amistoso e cordial – precisa agir para defender seu restaurante e seus clientes dos assaltantes.

Ficha Técnica

Direção e roteiro: Gabriela Amaral Almeida
Argumento: Gabriela Amaral Almeida e Luana Demange
Elenco: Murilo Benício, Luciana Paes, Ernani Moraes, Jiddu Pinheiro, Camila Morgado, Irandhir Santos, Humberto Carrão, Ariclenes Barroso, Thais Aguiar, Eduardo Gomes e Diego Avelino
Produtor: Rodrigo Teixeira
Co-produtor: Canal Brasil
Produção Executiva: Ana Kormanski, Daniel Pech e Raphael Mesquita
Direção de Fotografia: Barbara Alvarez
Direção de Arte: Denis Netto
Figurino: Diogo Costa
Maquiagem: André Anastácio
Som Direto: Gabriela Cunha
Diretora de Produção: Thais Morresi
Montador: Idê Lacreta
Desenho de som: Daniel Turini e Fernando Henna
Trilha Sonora: Rafael Cavalcanti
Supervisor de pós-produção: Henrique Viana
Idioma: Português
Gênero: Thriller/ Slasher/ Gore
Ano: 2017
País: Brasil
Classificação: (a definir)