Tirar ou não tirar

Todo homem tem que conviver com pelos em seu rosto, gostando ou não, a barba está lá para ser feita ou para deixa-la em paz. Há também aqueles que adoram cultivar um bigode.

Mas o que pode acontecer a um homem que usa bigode por anos, decide tirá-lo, mas ninguém nota a diferença? Isso pode desencadear uma forte crise de identidade e um simples desentendimento entre casal, aos poucos vai ganhando contornos mais sombrios.

Ao mesmo tempo em que somos íntimo de alguém, também somos um completo estranho. E porque essa imagem que o outro tem de nós é tão poderosa e capaz de nos desestabilizar?

Vocês poderão descobrir as respostas se foram assistir a peça “O Bigode”, uma adaptação inédita para os palcos, da obra homônima de Emmanuel Carrère, escrita em 1986.