Se você não gosta de trem-fantasma, nem ouse assistir ao retorno da série americana “Designated Survivor”. Explicamos: Desde o dia 29 de março, a obra original da emissora ABC retornou com novos episódios na plataforma Netflix. Com isso, semanalmente, você entra em um dos acentos desse brinquedo assustador dos parques, percorre um caminho no escuro e, quando menos espera, recebe bombas e sustos vindos de lugares inesperados.

Antes do hiato, vários cliffhangers foram deixados para o público poder roer todas as unhas até o retorno da série. É possível, com os já disponíveis episódios, resolver certas questões e deixar outras em aberto. O paradeiro do filho do agente Jason Atwood (Malik Yoba) é resolvido, assim como não há demora para o presidente, até então baleado, descobrir os seus verdadeiros inimigos presentes na Casa Branca.

Contudo, quando pensas que já entendeu o ritmo dessa atração, parece que o caminho muda e você é pego de surpresa (de novo!). Para não utilizar só uma fala metafórica, iremos direto ao ponto: Quando você achar que está compreendendo a trama e que Kirkman (Kiefer Sutherland) resolverá todos os problemas descobertos, a série te surpreenderá e trará novos questionamentos para os fãs. Isto é, novos personagens e desdobramentos serão propostos.No episódio de volta, a história gira em torno do ataque direcionado ao presidente e suas complicações. Porém, concomitantemente, é acionada a procura pelo responsável ao ataque pelo FBI e o Serviço Secreto da Casa Branca. Kirkman procurará se aliar a Kimble Hookstraten (Virginia Madsen), por duvidar das intenções de seu vice-presidente, principalmente após uma decisão equivocada de MacLeish. Devido ao seu estado de saúde, o presidente precisará ficar afastado, fazendo com que o grande vilão da história, ou seja, seu vice, tome as rédeas da situação crítica que se encontra o país.

No meio de toda essa confusão, ainda sobra tempo para conflitos entre o “casal” Emily e Aaron (Italia Ricci e Adan Canto, respectivamente) e investigações a parte realizadas por Mike Ritter (LaMonica Garrett), o chefe de segurança do presidente americano e que rouba a cena em boa parte do episódio por conseguir que a personagem de Maggie Q. deixasse de ser injustiçada. Apesar de vários acontecimentos simultâneos, os 42 minutos não foram de grande entusiasmo e momentos marcantes.

Já no episódio seguinte, o segundo após a volta, conseguirá fazer com que nossa respiração fique prejudicada. A última cena termina com uma tragédia que mudará o rumo das investigações do FBI e fará com que as luzes do brinquedo sejam apagadas novamente. Voltando para onde começa, Kirkman analisa o material trazido pela agente Hannah Wells sobre o capitólio e as tramoias de MacLeish. Enquanto isso, o telespectador descobre um de seus questionamentos quanto até onde a esposa de MacLeish sabia de suas armações; Aaron confia na pessoa errada para contar algo de dentro da Casa Branca e Jason continua detido. Hanna Wells vai atrás de mais informações para continuar o trabalho que estava realizando antes de ser presa como suspeita do crime e, finalmente, alcança o brilhantismo que os fãs sempre esperaram da mesma. Todavia, mesmo que a agente estivesse contando com todos os seus trunfos bem posicionados, Beth MacLeish dá o “check-mate” e derrota não só os planos de todo o FBI, como os nossos também.

Em relação ao último episódio disponível na Netflix, veremos os desdobramentos da jogada arrasadora da vice-primeira-dama e a chegada de novos personagens para agitar ainda mais o distrito federal dos Estados Unidos. Os 42 minutos contam com muitas entrevistas coletivas dadas por Seth Wright (Kal Penn), sendo tumultuadas por Abe Leonard (Rob Morrow), um dos jornalistas presentes e o mais novo integrante do elenco da série, que aparenta ter surgido para causar intrigas dentro e fora da Casa Branca.

Sendo assim, até junho, o mês que encerrará a primeira temporada, teremos muitos quebra-cabeças para serem resolvidos e, principalmente, torcer para que os sustos venham com menos frequência. Afinal, será que iremos sobreviver até o final do vigésimo segundo episódio nessa velocidade?