Os animes já estão consolidados no Brasil. Apesar de quase não haver mais obras na TV aberta, ou até mesmo na fechada, com o avanço da internet e de plataforma de streaming, o acesso ao conteúdo que vem do Japão ficou muito mais fácil. Entre os vários gêneros de animes que existem, um em especial tornou-se a paixão da maioria dos brasileiros: o Shounen. Quando a extinta Rede Manchete começou a transmitir as séries no Brasil, as histórias que mais fizeram sucesso foram os Shounen. “Dragon Ball Z”, “Cavaleiros do Zodíaco”, “Yu Yu Hakusho” e “Shurato” abriram portas para que esse gênero chegasse com força no país. Hoje, qualquer jovem que assistiu algum desses animes nos anos 1990 tem em seu imaginário cenas dessas obras marcantes.

Mas por que os brasileiros e o mundo gostam tanto desse estilo? Bem, para tentar entender o porquê deste fenômeno no Brasil, é preciso saber o significado desta categoria.

Dragon Ball é o anime shounen mais popular no Brasil

Shounen é um estilo voltado para o público jovem masculino, entre 8 e 18 anos. Contudo, isso não significa que só garotos leem ou assistem obras deste estilo. O Shounen é muito popular entre as mulheres e também entre o público mais velho. A demarcação por categorias começou porque os mangás antigamente eram publicados sem uma definição precisa de público-alvo. Hoje, a definição por estilo das obras funciona muito mais para direcionar em qual revista o mangá vai ser publicado. É bem parecido com as revistas segmentadas que existem pelo mundo.

As produções deste gênero têm algumas características bem parecidas. Há sempre um personagem principal que precisa superar um desafio, mas que só consegue isso se tiver a ajuda dos amigos. Durante a história, o “herói” aprende sobre trabalho em equipe, respeito ao próximo, além de novas habilidades que o ajudam a enfrentar os obstáculos até chegar ao seu grande objetivo. O teor da violência presente em cada história depende muito da idade do público que pretende ser alcançado. Por exemplo, animes ou mangás para um público mais jovem têm tendência a ter menos sangue e mais magias. Histórias para um público adulto possui mais diálogos, suspense, mortes e sangue. Os animes de esporte também costumam pertencer ao estilo Shounen.

Akihabara é o bairro dos animes no Japão

Atualmente, o gênero Shounen é o que mais vende no mundo. No Japão, há diversas revistas que são, na verdade, uma grande coletânea com vários mangás publicados. A mais famosa é a Weeakly Shounen Jump. Naruto, Death Note e One Piece vieram de lá.

Além disso, os shounens são os preferidos para serem adaptados para animes e filmes. Isso porque este tipo de obra acaba alçando um maior público, seja no oriente ou no ocidente. Por conta do grande sucesso dessas obras, o mercado acaba investindo nos produtos deste estilo. Jogos são lançados para as mais diversas plataformas de videogames, bonecos, roupas, figure actions, entre outros produtos acabam movimentando milhões. Tudo, tudo mesmo, pode se tornar um produto comercializado para o público amante de Shounen.

Mas não é só na questão financeira que os animes e mangás deste estilo se destacam. Eles foram os grandes responsáveis para expansão destas obras no mundo. Obras como “Dragon Ball”, “Cavaleiros do Zodíaco”, “Pokémon” e “Naruto” ajudaram as produções japonesas a serem novamente reconhecidos, depois de um período negro dos mangás no pós Segunda Guerra Mundial. O estilo Shounen mexeu com o imaginário de jovens do passado, que hoje se tornaram grandes mangakás. Hoje, os animes deste estilo não tem mais os traços de antes, mais rígidos e brutos. Por conta do crescimento do público feminino no consumo desse tipo de produto, os traços são mais suaves, com personagens mais detalhados e expressões mais suaves.

E aí, tem algum anime Shounen que ama? Algum que tenha marcado sua memória? Compartilhe sua história com a gente.