A novela das 9 do folhetim da Globo estreou em outubro e tinha a difícil missão de substituir “A Força do Querer”, novela de Gloria Perez que fez com que o brasileiro voltasse a acompanhar novelas fervorosamente e ainda comentasse sobre isso o dia inteiro. Depois de Bibi Perigosa, as pessoas acharam que não viria uma novela tão relevante quanto a anterior, mas Walcyr Carrasco sempre surpreende e presenteou o publico com uma trama muito boa.

Inspirada num livro

Não é a primeira novela a ter sua trama principal inspirada num livro e o próprio autor já fez isso antes com a novela das 6 “O Cravo e a Rosa”, exibida em 2000 que teve o livro “A Megera Indomada” de William Shakespeare como principal fonte. O outro lado do paraíso tem um clássico da literatura estrangeira como influenciador: “O Conde de Monte Cristo”. No conto, Dantes é enganado pelo próprio amigo e pessoas importantes e fica anos preso. Na prisão ele faz amizade com um senhor que o ensina tudo da alta sociedade, etiqueta, duelar com espada, ler e escrever, entre outros. Ele consegue fugir fingindo ter morrido no lugar de seu amigo, acha um tesouro, contrata um fiel empregado e começa seu plano de vingança contra todos que o colocaram na cadeia. Com a mocinha Clara (Binca Bin) não foi tão diferente, só que ela ficou num sanatório e foi colocada lá principalmente pela ex-sogra.

Cenas fortes

Desde os primeiros capítulos o público assiste a alguma cenas consideradas fortes. Clara conhece Gael (Sérgio Guizé) na sua cidadezinha e em pouco tempo eles se casam, mas o marido já se mostrava possessivo, ciumento e agressivo desde o começo. Na festa de casamento ele fez um escândalo por causa da proximidade da esposa com o amigo e médico Renato (Rafael Cardoso) e com raiva agrediu e estuprou Clara na lua de mel. Além dessa cena, em outras vezes Gael espancou Clara e a realidade das filmagens chocou os telespectadores. No outro núcleo estava Raquel (Érika Janusa), amiga de Clara e empregada de uma família rica. Sua patroa não perdia a oportunidade de humilhá-la e suas palavras doíam muito. Mas tudo isso tinha um motivo, Nádia (Eliana Jardini) é racista e não se conformava com o fato de que Raquel fosse boa no que fazia, agradasse toda a família e ainda tivesse um romance com seu filho mais velho. Mesmo não sendo cenas de morte e agressão, o impacto também foi grande pelo que foi dito, o racismo escrachado e real que não foi amenizado pelo autor.

Movida por vingança

Existem duas formas que as pessoas costumam definir a vingança: “um prato que se come frio” ou “que nunca é plena, mata a alma e envenena”. A primeira é a mais lembrada por aqueles que acham que se vingar é a solução para muitos problemas, mas os adeptos do perdão e da boa vizinhança preferem a segunda frase. A novela tem na trama principal a sede de vingança de Clara contra todos que ajudaram sua ex-sogra Sophia (Marieta Severo) a colocá-la num sanatório durante 10 anos longe do filho, só para conseguir explorar a terra da mocinha que possui esmeraldas. Primeiro Clara ficou rica, depois fez um retorno triunfal numa festa da alta sociedade após acharem que ela estava morta, e aos poucos ele tem derrubado cada aliado de Sophia. O povo gosta de enredos vingativos, porque são muitos aqueles que se imaginam fazendo o mesmo, principalmente hoje em dia com tantos crimes brutos e corruptos aparecendo cada vez mais no país.

Elenco de primeira

A novela possui muitos atores novos que ainda são pouco conhecidos dos público noveleiro, mas tem muita gente que faz um grande sucesso, agrada, atua bem e fazem parte do leque de grande atores da televisão brasileira. Começamos por Marieta Severo, a principal vilã da trama, e fechando o time de vilões temos também atuando Juca de Oliveira, Eliane Jardini e Luís Melo. Os maiores nomes são Glória Pires, Lima Duarte, Fernanda Montenegro e Laura Cardoso. Entre os mais jovens temos Thiago Fragoso, Bianca Bin, Grazi Massafera, Sérgio Guizé, Érika Janusa e Rafael Cardoso. Além da maravilhosa participação especial de Nathália Timberg.

Tudo bem que a novela deve estar mais para o fim do que para o começo, mas a cada capítulo um novo ápice é colocado em jogo. Muitos segredos ainda não foram desvendados, muitas histórias estão sendo contadas, e principalmente, a vingança de Clara ainda não acabou. Além disso tudo, os outros núcleos também trazem assuntos importantes para a sociedade que precisam ser debatidos, como a homossexualidade, a pedofilia, a corrupção jurídica, o racismo, o preconceito social, o nanismo, entre outros. Então se você ainda não acompanha a trama, ainda dá tempo! Afinal, pelo menos 3 motivos você já tem para ficar grudadinho na TV de segunda à sexta no horário das nove da noite, ou então assista pelo Globo Play no melhor horário.

CLOSE
CLOSE