Essa semana fiz um curso de mercado editorial para escritores com o editor Pedro Almeida, da Faro Editorial. Pedro é extremamente conceituado, com muito conhecimento de causa e didático demais! O curso foi muito proveitoso e, por isso, trouxe uma pequena listinha de erros comuns entre jovens escritores que ele explicou durante a aula e que está na sua apostila, com autorização para ser compartilhado.

Fonte: https://www.linkedin.com/in/pedro-almeida-09989a8

Clichês. Perguntas retóricas. “E se você estivesse preso em um veleiro em meio a um furacão com um assassino misterioso?” Teasers ficam velhos rapidamente. Melhor trabalhar com os fatos; caso contrário, o seu leitor pode sentir como se você estivesse tentando manipulá-lo para criar mais sensações, aumentando demais as expectativas e do que garante de fato.

Aparência. Uma carta de apresentação fraca, mal impressa ou xerox. Ou mal formatada (todas em maiúsculo, fontes coloridas, coisas bobas ou de mal gosto, desnecessárias). Dica: faça um teste e envie para um gripo de membros da sua família e amigos para ver como o e-mail aparece em suas caixas de entrada. Depois, você pode enviá-lo para os agentes ou editores.

Excesso de projetos. Caso você tenha escrito vários manuscritos que estão inéditos, melhor não oferecê-los todos ao mesmo tempo. Aposte em um de cada vez.

A personalidade da bio. Sempre ajuda ter uma bio forte! Ou com uma descrição interessante e curiosa, que reflete o escritor que você quer ser e que melhor te representa.

Excesso de humildade. Na medida certa é uma virtude, sobre o seu estágio como escritor, por exemplo, mas resista a esse impulso de estendê-la ao texto. Confiança ganha corações.

Lista de publicação. Tenha cuidado para que as credenciais de publicação que você está listando não façam parte da vida acadêmica ou de antologias pagas.

Arte da capa. Se você incluir a arte da capa, pode indicar: se for ótima, a) que você tem uma boa ideia geral sobre como atingir seus leitores. Se não for, b) que não sabe como funciona a indústria (que escritores quase não interferem nas suas capas), e c) que você pode ser apenas o tipo de escritor que quer ter o controle completo do processo editorial”.

Quem é Pedro Almeida?

Jornalista e professor de literatura, cursou Marketing na Universidade de Berkeley. Com 20 anos de experiência profissional, atuou na gestão de editoras de pequeno e médio porte e como Publisher em editoras de grande porte, nas áreas de ficção, não ficção e auto-ajuda. Foi o editor de alguns dos grandes bestsellers brasileiros, entre eles Marley e Eu (Prestígio/Ediouro), Nicholas Sparks, Emily Giffin (Novo Conceito) e Sylvia Day (Lafonte). Escreve mensalmente para o Publishnews, na coluna “Leia antes de ver”, sobre o mercado editorial.

Como posso aprender mais?

Eu fiz o curso presencial que o Pedro ministrou no Rio de Janeiro, em novembro de 2016. Todavia, o mesmo curso tem uma versão online, no site da Câmara Brasileira do Livro. Para saber mais é só clicar aqui!

Por Clara Savelli