Algo muito comum para todas as pessoas que estão em busca de um intercâmbio é: para onde ir? Muitos itens contam para essa escolha, o que fazer, qual idioma, custo, atrações, belezas naturais, entre outros. Ultimamente um destino tem chamado muito a atenção dos intercambistas e tem sido uma ótima opção para aqueles que buscam aprender inglês – o país Malta. Se você, assim como boa parte das pessoas, não faz a mínima ideia de que lugar é esse e nem sabe o porquê que ele tem atraído tantos turistas, a gente te explica tudo e mostra também as vantagens dessa escolha.
Malta é um pequeno país do continente europeu localizado no Mar Mediterrâneo e fica ao sul da Sicília e ao norte do continente africano. A região é cercada por pequenas ilhas, algumas até inabitadas, e isso proporciona belíssimas paisagens. Possui construções medievais, renascentistas e barrocas e, por isso, tem um pouquinho da história do mundo em seu território. Afinal, o país já foi habitado por diferentes povos ao longo de sua história e traz um pedacinho da cada para sua cultura, entre eles estão árabes, fenícios, cartagineses, romanos e bizantinos e por último os ingleses.
O país é uma mistura cultural, agradando todos os gostos. E o fato de ter feito parte do governo britânico desde o século XIX, tornando-se independente em 1964, trouxe os costumes ingleses para o lugar, principalmente o idioma. Malta possui o inglês como língua co-oficial e é muito falada, não só por estrangeiros, mas também pelos habitantes. Mesmo assim o maltês, língua oficial que é uma mistura de italiano e árabe, também pode ser aprendido e um conhecimento a mais nunca é demais. É fato que por causa do inglês britânico o país tem atraído muitos intercambistas para se tornarem fluentes no idioma e também aproveitarem cada pedacinho paradisíaco que oferece.

The world famous Azure Window in Gozo island – Natureza Mediterrânea  em Malta.

Muitos fatores tornam Malta um destino único e perfeito. Por ser uma ilha, o país é cercado de belas praias e o fato de possuir um relevo em sua maioria de pedras, o cenário fica ainda melhor, casando perfeitamente com as águas cristalinas do litoral. A região também possui cavernas, monumentos históricos, mais de 3oo igrejas e tudo isso faz o visitante se apaixonar e até querer ficar para sempre. Por causa de sua importância histórica, Malta possui diversas atrações que são consideradas patrimônios mundiais pela UNESCO. Além disso, o cenário também foi utilizado em diversos filmes, entre eles estão o premiado “Gladiador”, “Alexandre”, “Alexandria”, “Capitão Phillips” e “Guerra Mundial Z”, mas também recebeu filmagens da série “Game of Thrones”.

Pesquisar um lugar para se aventurar não é fácil e diante da crise que o país tem passado é normal que esse sonho seja adiado por causa dos custos. Mas para aqueles que têm como objetivo a língua inglesa, principalmente o inglês britânico, Malta é o destino perfeito. O país tem sido muito procurado por aqueles que desejam fazer um intercâmbio, mas não fazem questão de irem para os destinos mais famosos. Lá é possível encontrar um lugar com baixo custo de vida e o preço de um curso de 4 semanas equivale a duas semanas em lugares como Nova Iorque e Londres. Mesmo estando dentro da zona do euro e não possuindo uma zona rural de larga escala, o que faz como o país importe muitos produtos alimentícios, vale a pena viver lá. Os preços das mercadorias são baixos, e comer em restaurantes ou sair para se divertir também estão em conta, os valores estão abaixo do que se pagaria em qualquer outro país da Europa.
Muitas pessoas almejam visitar determinados lugares mega famosos e que têm muito a oferecer, mas infelizmente deixam a viagem de lado porque não possuem grana suficiente. Mas é possível buscar destinos alternativos que pouco são conhecidos, possuem belíssimas atrações e oferecem um custo benefício ideal. Malta é um pouco italiana, um pouco inglesa, um pouco árabe. Ela oferece história, aprendizado de dois idiomas e uma ótima localização que possibilita visitas a outros países e continente vizinhos. Vale a pena ir além do óbvio e permitir-se viver uma aventura completamente desconhecida e surpreendente.