A peça Rainhas do Orinoco inicia temporada carioca nesta quinta-feira, dia 18, no Teatro Sesc Ginástico e fica em cartaz até o dia 28. Já percorreu vários estados e foi indicada ao Prêmio Shell de melhor figurino na temporada paulista. Walderez de Barros protagoniza o espetáculo dirigido por Gabriel Villela. Ela encarna Mina e Luciana Carnieli é Fifi, duas atrizes de teatro musical que ganham a vida com shows pela América Latina. Elas viajam em um barco pelo rio Orinoco, cantam e representam seus amores e seus sonhos em uma aventura repleta de lirismo, canções, drama e bom humor.

O texto é do mexicano Emilio Carballido e tradução de Hugo de Villavicenzio. A encenação foi construída a partir da estética do circo–teatro, tal qual ele existiu no Brasil até meados dos anos 60, que teve seu auge com Vicente Celestino, Gilda de Abreu, Tonico e Tinoco, José Fortuna, Circo Arethusa, Dercy Gonçalves, Grande Otelo, Oscarito, com os grandes circos e grandes melodramas.  No elenco está também o ator e musicista Dagoberto Feliz.

O espetáculo é voltado para o público jovem, a partir dos 14 anos e poderá ser visto de quinta a domingo.

Serviço: 

Rainha do Orinoco
Data: 18/08 à 28/08
Dia e Hora: Quinta a sábado, às 19h e domingo, às 18h.
*Dia 18 de agosto o espetáculo será às 20h.
Duração: 95 minutos.
Local: Teatro Sesc Ginástico (Av. Graça Aranha, 187- Centro. Tel: 2279-4027)
Ingressos: R$ 20, R$5 (comerciários) e R$10 (jovens até 21 anos, estudantes e maiores de 60 anos). Grátis para o público inscrito no PCG – Programa de Comprometimento e Gratuidade.
Classificação indicativa: Classificação 14 anos.