O quarto volume da série de livros Trono de Vidro, de Sara J. Mass, traz ainda mais aventura, magia e suspense

Em Rainha das Sombras, Celaena volta para Andarlan escondida, mas agora ela já sabe realmente quem é e quando for oportuno mostrará a sua verdadeira identidade. Pois, todo esse tempo longe só fez com que ela ficasse mais forte, se conhecesse melhor e redescobrisse valores que há muito estavam esquecidos.

Agora, Celaena é Aelin Galanthynius e assumiu a identidade da Rainha feérica que realmente é ,está decidida a lutar e derrotar todos os seus inimigos para chegar ao trono que é seu por direito e dá uma vida melhor para as pessoas que vivem no reino, porém ainda tem muita coisa para acontecer. Agora, ela não está mais sozinha, pois o Príncipe feérico Rowan está ao seu lado e o laço que os une é muito mais forte que as pessoas podem imaginar.

“Digam a majestade que a campeã retornou e que trouxe um prêmio e tanto para ele.”

Nesse volume, o passado de Aelin volta, pois vemos pessoas do seu passado aparecendo e tendo participações importantes nos acontecimentos e para o andar da narrativa. O fato é que o passado de Aelin é a verdadeira chave para entender quem realmente é essa personagem e quem será a Rainha das Sombras no futuro. Para isso, também é de extrema importância que Aelin perdoe tudo o que passou para conseguir seguir em frente.

“Ela era a herdeira do fogo. ela era fogo e luz e cinzas e brasa. Era Aelin Coração de Fogo e não se curvaria para nada nem ninguém, exceto a coroa que era dela por direito e por sobrevivência e por triunfo”.

Assim, a narrativa segue intensa, com um enredo que é rico em detalhes nos seus conflitos políticos, inúmeros acordos, alianças perigosas, amizades inesperadas, formação de exércitos, príncipes, magia, etc.

Será nesse livro que entenderemos a magia que está ao redor de Andarlan e como o rei se tornou o que é hoje – poderoso e extremamente perigoso. Além disso, Aelin cresce de uma forma jamais esperada, ganhando uma importância, que mesmo sendo a personagem principal é de extremo destaque, se tornando cada vez mais poderosa, inteligente e perspicaz de acordo com que os fatos vão ocorrendo, e além de tudo leal.

O sentido de lealdade nessa série de livros é algo que não podemos ver em qualquer lugar, pois é por causa da lealdade que as pessoas têm com os antigos reis do lugar faz com que Aelin possa ter mais força para chegar onde precisa.

Mesmo o volume sendo um livro longo, com cerca de 700 páginas, a diagramação feita é muito boa, uma vez que não cansamos a vista ao ler os livros. Com uma fonte do tipo e de tamanhos corretos e ótimos espaçamentos, temos tudo o que precisamos para uma boa leitura. O único ponto negativo é o seu peso devido ao tamanho do livro, nos impossibilitando de levá-lo na bolsa se ela já esticer cheia.

As capas da série “Trono de Vidro” sempre dão o que falar, trazendo um padrão, uma vez que mostram Celaena/Aelin na capa, diferenciando apenas nas cores e poses. Além dos mapas feitos, fazendo com que tenhamos um ótimo vislumbre por onde Celaena/Aelin passa.

Rainha das Sombras nos mostra que não veio apenas para nos contar uma história, mas também para nos ensinar que amizade é fundamental, que alianças políticas são necessárias, que dívidas podem ser cobradas e que o passado sempre volta, mesmo quando não queremos nos lembrar dela.

“Ela colocou as luvas. Havia muitas dívidas a serem pagas antes que deixasse Forte da Fenda e retomasse o trono. Começando agora. Que bom que seu humor pedia morte.”

Resenha: Trono de Vidro - Rainha das Sombras, de Sarah J. Mass
9.5Valor Total
Votação do Leitor 0 Votos
0.0