No último episódio antes de entrar na mid-season, “The Walking Dead” gerou revolta nos fãs ao matar, de uma maneira um tanto desleixada, o personagem Carl Grimes. Na trama Carl, interpretado pelo ator Chandler Riggs, foi mordido por um zumbi na altura da barriga, revelando à seu pai, o xerife Rick Grimes (Andrew Lincoln) em uma cena emocionante, qual seria o seu fim. Anteriormente já havia sido confirmado que o personagem realmente morreria, situação que não foi bem aceita pelo público.

Agora, o criador Robert Kirkman falou, durante o “Walker Stalker Cruise”, um cruzeiro para fãs da série, que o personagem pode não morrer: “Ele ainda não está morto, pode não morrer. Nunca se sabe. Mas acho que se isso acontecesse, causaria algumas consequências para Rick.” Contudo, Carl é um personagem essencial nas HQs e, principalmente, para o plot que sucede Negan, os Salvadores e a grande guerra.

Nos quadrinhos, é o filho de Rick que se torna um Sussurrador, um novo grupo que aparece na história. Com a morte dele, surgiram dúvidas se a série seguiria um ritmo diferente, o que não foi nem negado e nem confirmado por Kirkman: “Não pensei que seria prejudicial ao show, mas há muita coisa do quadrinho que será incorporado na nona temporada. Os fãs estão entusiasmados com a possibilidade dos Sussurradores aparecem na série. Não estou confirmando isso, mas definitivamente não descartaria isso.”

“The Walking Dead” retorna no dia 25 de Fevereiro.

CLOSE
CLOSE