Essa HQ poderia se chamar “Como lidar com expectativas frustradas” ou “Quando nem tudo é como você quer”, mas o autor resolveu chamá-la “Não Era Você que Eu Esperava”. Um título bem sincero para a história autobiográfica do autor, sobre o momento de sua vida em que se depara com algo que tanto temia: O anúncio da Síndrome de Down de sua filha mais nova.A trama começa mostrando a infância do francês Fabién Toulmé (Autor do livro e protagonista da HQ). Ao ver um garoto com Síndrome de Down sendo maltratado por seus colegas, o pequeno Fabién fica com a cena na cabeça, e parece que esse fantasma irá assombrá-lo por muito tempo… Perto de seus 30 anos, já adulto, casado com a brasileira Patrícia e pai de uma pequena garotinha chamada Louise, ele está prestes a se tornar pai pela segunda vez, mas sua maior preocupação é: Será que seu segundo filho será um bebê “normal”? Sempre angustiado com isso, sentindo que algo não estava indo como ele queria, a família sai do Brasil, onde estavam vivendo, para a França. As dificuldades de se adaptar novamente ao antigo clima serão o de menos quando o futuro papai descobrir que terá que enfrentar seu maior medo: Sua segunda filha, Julia, nasceu com a Síndrome de Down.

Uma história comovente sobre um pai que precisa aprender a aceitar uma situação que nunca esteve em seus planos. O autor foi muito corajoso em escrever algo tão sincero. A palavra “normal” no parágrafo anterior não foi por descuido, descaso ou insensibilidade. O próprio pai se refere assim à sua criança por várias vezes, além de ter atitudes e pensamentos muito mais impactantes que o uso dessa palavra. Mas o mais bonito da história é justamente ver o crescimento dele, de seu conhecimento e principalmente, de seu amor pela filha. Ao expor todos os seus receios e preconceitos, o autor mostra para seus leitores que é possível mudar, é possível amadurecer, bastando apenas aproveitar as oportunidades para isso.Os traços são simples, belos, e o autor usa uma cor para cada capítulo da história, variando apenas os tons. A história tem suavidade e leveza graças ao uso de tons pastel em sua composição. Fabién não foi sempre um quadrinista… Como vemos na HQ, sua área era a Engenharia Civil e Urbanismo, mas por ser apaixonado pelos quadrinhos, nada mais justo do que passar para uma Graphic Novel essa linda experiência de vida que teve com sua família.

O livro, além de contar a história de uma família se adaptando à chegada da pequena Julia, ensina muito sobre a Síndrome de Down: O que ela é, o porquê de acontecer, como é o desenvolvimento das pessoas que nascem com essa condição especial, enfim, além de ser uma ótima HQ, é também um manual muito rico para quem quer aprender mais sobre o assunto de uma forma bem leve e divertida. E falando em divertido, a forma como Fabién descreve alguns momentos e emoções através de cenas lúdicas é um dos pontos mais alegres da história! Por exemplo, em um de seus momentos de revolta, ele se imagina como o Incrível Hulk e sai esmagando as pessoas ao seu redor!

Acho importante que lidem com esse tema nas HQs, filmes, e em tudo o mais, não de forma obrigatória e forçada, como às vezes vemos por aí, mas assim, de forma leve, divertida, como deve ser! Temos aqui no Brasil o cartunista Flavio Soares, que transformou seu filho Logan no protagonista de seus quadrinhos, mostrando ao mundo que a realidade sobre a convivência com pessoas com Síndrome de Down é bem diferente do que se acredita por aí! (Já falamos sobre ele e sua obra também! Para saber mais, clique AQUI) No cinema tivemos o filme “Colegas”, onde o trio de protagonistas com Síndrome de Down seguram o longa-metragem inteirinho! Por tudo isso, recomendo a leitura de “Não Era Você que Eu Esperava”, lançado em 2017 pela Editora Nemo e já disponível na plataforma Social Comics! Ah, não deixem de ler até o fim do livro, após a HQ temos algumas fotos reais da Julia, muito fofa!