Imagens de arquivo unidas a material atual compõem o filme que estreia em 16 de março

Há mais de 40 anos, o paraibano Pedro Osmar, músico e poeta, artista plástico, cantor, produtor cultural e compositor faz trabalhos e experimentações artísticas que são parte da cultura alternativa do país.

Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques, sócios-diretores da produtora Complô, registraram,ao longo de dois anos, imagens atuais de Pedro Osmar que, aliadas a material de arquivo do acervo de filmes super 8mm do Projeto “Cinema Paraibano – Memória e Preservação”, da Universidade Federal da Paraíba, resultaram no documentário “Pedro Osmar, Prá Liberdade Que Se Conquista”, que estreia em 16 de março.

O filme apresenta a obra e a vida do multiartista em suas muitas facetas: como músico, artista plástico, performer, poeta, militante, educador, cineasta e o homem do dia a dia, desde o início, na década de 1980, quando Pedro Osmar forma o grupo Jaguaribe Carne, ao lado de seu irmão Paulo Ró, até seus projetos mais atuais.

Realizado de forma independente pela Complô durante três anos, o projeto tem apoio do Rumos Itaú Cultural 2016.

O Artista

Pedro Osmar é uma referência da cultura independente brasileira e paraibana. Nascido em João Pessoa em 1954, Pedro Osmar é um tesouro artístico que poucos conhecem. Cantor, compositor, multi-instrumentista, poeta, artista plástico e dramaturgo, esse paraibano de mente inquieta começou colocando o mundo do rock do avesso.

Sua obra é multifacetada e de grande valor histórico para a culturabrasileira. O artista, que segue em plena atividade, contribuiu ao longo dos últimos 40anos com obras musicais que já foram interpretadas por grandes nomes da MPB, como Lenine, Zé Ramalho, Xangai, Elba Ramalho e Chico César, entre outros.

Os Diretores

Eduardo Consonni é psicólogo e trabalha como documentarista, ceramista e educador. Nos últimos 10 anos atua como artista nas fronteiras entre arte, política e educação. Foi integrante e cofundador do coletivo de arte e intervenção urbana PI-Política do Impossível, atuando em parceria com diversos movimentos sociais, e junto do coletivo ganhou o prêmio Interações Estéticas 2009 e 2010 da Fundação Nacional das Artes e Ministério da Cultura.

É cofundador e um dos diretores da produtora Complô e desde 2005 vem realizando documentários e desenvolvendo metodologias de ensino utilizando o audiovisual, com foco na investigação do cotidiano como fonte da poética documental. Trabalhou como educador-formador em parceria com o Instituto Acaia, o projeto “Oficinas Tela-Brasil” e o Museu de Arte Moderna de São Paulo.

Rodrigo T. Marques é montador e trabalha como documentarista e educador na área do audiovisual. Formado em Comunicação Social pela PUC-SP, atuou como produtor, assistente de direção, montador e produtor de finalização em publicidade entre 2001 e 2013.

É cofundador e um dos diretores da produtora Complô que, desde 2005. Vem realizando documentários e desenvolvendo metodologias de ensino utilizando o audiovisual com foco na investigação do cotidiano como fonte da poética documental. Coordenou o curso de documentários Observatório.doc no Museu de Arte Moderna de São Paulo de 2010 a 2016.

Ficha Técnica

Pedro Osmar, Prá Liberdade Que Se Conquista
Brasil, 2016, 76 min., 12 anos
Direção:
Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques
Fotografia e Câmera: Rodrigo T. Marques
Som direto: Eduardo Consonni
Montagem: Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques
Direção de Produção: Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques
Produção Executiva: Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques
Direção Musical: Pedro Osmar
Produção Musical:Guegué Medeiros e Marcos Alma
Edição de Som e Mixagem de Som: Edson Secco
Correção de Cor: Henrique Reganatti
Supervisor de Pós-Produção: Giba Yamashiro
Pós-Produção: Zumbi Post
Direção de Arte: Henrique Martins
Produção de Animação: Daniel Greco
Animação: Felipe Frazão
Trilha Sonora: Pedro Osmar – Jaguaribe Carne
Fotografia e Câmera Adicional: Pedro Osmar
Produção Paraíba:Guegué Medeiros e Bruno Salles
Assistência de Fotografia 35mm: Bruno Salles
Desenhos: Pedro Osmar
Coprodução: Nheengatu Criações Sonoras / Lamparina Rosa
Apoio: Rumos Itaú Cultural
Apoio Cultural:Núcleo de Documentação Cinematográfica (NUDOC) / Universidade Federal da Paraíba / Cinema Paraibano: Memória e Preservação – Petrobrás/ Minc – FUNAPE/PB / Laboratório de Antropologia Visual – Arandu
Realização: Complô

Confira o trailler: