Para quem é fã de musicais e de comédias, a série de tv “Crazy Ex-Girlfriend” pode ser a escolha ideal para um domingo monótono. Apesar de não ter uma forte história em seu roteiro e passar longe de ser uma grande produção, a comédia musical é muito divertida e engraçada, isso sem utilizar piadas prontas para conquistar o público.

A personagem principal é Rebecca Bunch, interpretada de forma maravilhosa pela atriz Rachel Bloom, que também é criadora da série. Rebecca vivia em Nova York e trabalhava para um importante escritório de advocacia, recebendo um altíssimo salário que a permitia ter uma vida bem confortável. Depois de encontrar um ex-namorado da época da escola chamado Josh Chan na rua, ela resolve largar toda a sua vida na cidade grande e se mudar para uma cidadezinha no interior da Califórnia onde ele vive, mas não foi por causa dele que ela resolveu fazer essa mudança impulsiva — mentira! Foi por causa dele sim, a personagem que vive em negação mesmo. Ao chegar na nova cidade Rebecca faz amizade com Paula, uma personagem tão esquisita quanto a própria, que vai fazer das coisas mais loucas e impensáveis para ajudar a amiga a conquistar o antigo amor.Entre uma cena e outra, obviamente, por se tratar de um musical, o elenco todo começa a dançar e a cantar, em alguns momentos é um pouco esquisito e desnecessário. Em outros, no entanto, eleva muito o nível da série e torna tudo muito mais aprazível e engraçado de assistir. Tanto que a série foi nomeada para melhor música no Emmy de 2016 e, apesar de não ter ganhado nessa categoria, nesse mesmo ano ganhou um Emmy de melhor coreografia e melhor edição em uma série de comédia. Além disso, a própria Rachel Bloom ganhou o globo de ouro de melhor atriz também no ano passado.

Os prêmios definitivamente ajudaram a série a se sustentar, pois na televisão norte americana a audiência é bem baixa e muitos críticos ficaram surpresos com a renovação do show para a terceira temporada. Talvez, agora com a série disponível também na Netflix Brasil, a audiência melhore ainda mais e a produção possa se estender por mais alguns anos, afinal, no que diz respeito à personagem principal e sua fiel ajudante a série realmente vale muito a pena.

Você pode ler mais sobre a série clicando aqui.

Por Mariana Baptista