Nem sempre a cor da urina é sinal de alerta, porém ela pode indicar várias doenças que merecem atenção

A urina é o líquido expelido com substâncias que necessitam sair do nosso corpo. Ela diz muito sobre nossos hábitos alimentares e determinados medicamentos que tomamos, portanto, em grande parte dos casos, a alteração de sua cor não é motivo para grande preocupação.

Entretanto, algumas doenças podem ser detectadas por sua coloração, podendo ser tratadas com maior antecedência e facilidade. Segundo o Dr. Matheus Brandão, da Clínica Unix, que é especializada em urologia, muitas doenças ou sinais de que algo não vai bem podem ser detectados pela cor da urina.

Confira uma seleção que fizemos sobre os incômodos mais comuns que você pode encontrar pela cor da sua urina e, não se esqueça: sempre faça visitas periódicas ao seu médico.

 Infecção Urinária

A urina esbranquiçada/leitosa pode ser sinal de infecção urinária devido a presença de pus. Assim como a cor vermelha ou rosa também pode estar relacionada. “O motivo é a presença de bactérias e sangue na urina, geralmente, está acompanhada de dor ao urinar e/ou febre”, afirma Brandão.

Em pacientes que usam sonda, determinadas bactérias presentes transformam a pigmentação da urina e a tornam numa coloração esverdeada. A melhor solução é procurar cuidados médicos para um tratamento mais eficiente.

Pedra nos Rins

Em alguns casos, pacientes que têm problema de pedra nos rins podem apresentar também a urina vermelha ou rosa. Isso ocorre pela irritação que a pedra causa conforme ela se move dentro do Sistema Urinário e está relacionada a dor. No entanto, alimentos como beterraba e produtos com corante vermelho podem ser o motivo da urina avermelhada.

Câncer de Bexiga

A urina vermelha pode ser o principal sinal de uma doença mais grave, o Câncer de Bexiga. “Pacientes acima de 50 anos, com história de tabagismo ou trabalho com tinturas, e percebem urina vermelha, devem procurar um médico urologista para avaliação”.

 Desidratação

Problema mais comum, a urina laranja/castanha é o principal sinal de desidratação. “No inverno aumentam os casos, visto que as pessoas bebem menos água”, lembra Brandão. Quando a urina se encontra nesta cor é fundamental ampliar o consumo de água, porém, se persistir, é necessário procurar um médico. “Algumas vezes pode ser por uso de medicamentos (Pyridium) ou sinal de problemas hepáticos”, explica.

Doenças no fígado e ductos biliares

Conforme dito anteriormente, a cor laranja/castanha pode ser um sinal de problemas no fígado e/ou ductos biliares, por exemplo Hepatite ou cirrose. “O principal problema é quando o sintoma persiste, sendo muito necessário o diagnóstico médico. Ter uma doença no fígado pode ser algo grave e merece maior atenção”, orienta Brandão.

De uma forma ou de outra, beba água.

A importância do consumo diário de água é um alerta que nos acompanha desde muito cedo. Logo na infância, nas aulas de Ciências, ouvimos que nosso corpo é composto em aproximadamente 70% de água. Um número realmente alto.

Mesmo que muitos dos alertas citados acima possam não estar diretamente relacionados ao consumo de água, é inevitável que esse líquido essencial à nossa vida seja importante para a saúde de nosso corpo.

A água serve como um grande aliado para ajudar e prevenir doenças, tais como as do trato urinário. Além disso, também ajuda a eliminar toxinas, regula a temperatura corporal na prática de exercícios – pois libera o calor no suor, auxilia no transporte de nutrientes pelo nosso corpo, reduz a retenção de líquido e traz sensação de saciedade, colaborando no processo de emagrecimento, além de deixar a pele mais bonita e hidratada.

Cuide da sua saúde e escute os sinais do seu corpo. Uma vida boa é uma vida saudável, em equilíbrio com nosso mais precioso templo.

Pratique exercícios, melhore a sua dieta e tome conta de si mesmo(a).