Uma coisa é certa: ainda não conheci ninguém neste planeta que não goste e se renda a uma verdadeira massagem. Mas, ó, massagem de verdade, daquelas que relaxam dos fios do cabelo até o dedão do pé; e não daqueles apertões que mais nos deixam roxos do que qualquer outra coisa (tudo bem, o que vale é a intenção!).

De acordo com os relatos que se tem sobre a origem e história da massoterapia, é possível descobrir que o rei da medicina, Hipócrates, muito antes de Cristo – Hipócrates viveu entre 460 a 377 a.C. – já utilizava a massagem como uma ferramente terapêutica em seus pacientes. E, se o rei da medicina já era simpatizante da massagem, isso só mostra que o negócio é realmente bom desde que o mundo é mundo, né?

E é mesmo. Além de todo aspecto relaxante que a massoterapia traz, ela também é capaz de promover inúmeros benefícios em nossa saúde.

Quando recebemos uma sessão de massagem, nosso organismo responde com alterações biológicas extremamente relevantes. O cortisol, hormônio que liberamos quando estamos estressados, diminui bruscamente, ao passo que a dopamina – neurotransmissor responsável pela sensação de prazer – aumenta, o que explica a sensação de bem-estar depois das sessões.

Ao aumentar a circulação do sangue, ela elimina os resíduos acumulados na corrente sanguínea, além de reduzir o ritmo cardíaco e a pressão sanguínea. A massagem também é capaz de diminuir as dores, pois com a circulação melhor, o oxigênio e os nutrientes chegam com mais facilidade nas áreas necessitadas.

Reduz inflamações, melhora o aspecto da pele, melhora problemas gástricos, fortalece o sistema imunológico, combate o estresse, picos de ansiedade, combate a depressão, alívio de dores de cabeça, entre outros tantos benefícios que o simples toque na pele, feito com cuidado, pode nos proporcionar.

Por isso, procure um massagista se você sentir que está precisando dar aquela relaxada. A boa notícia é que, além de relaxar, você estará fazendo um bem para a sua saúde no geral. Se quiser, pode treinar você mesmo(a) em casa, com dois exercícios simples: Você pode começar alongando o pescoço de um lado para outro, apoiando a mão esquerda no ombro direito e massagear, suavemente, os músculos do ombro e a nuca.

Uma boa massagem pode ser acompanhada de perfume no ambiente ou óleos essenciais. Você pode ler um pouco mais sobre esse assunto na matéria sobre aromaterapia.

Sempre procure um profissional especializado para qualquer tipo de tratamento que envolva a saúde. Se preferir que alguém próximo te massageie, não permita que sejam feitos movimentos muito duros ou fortes. Pode machucar. E aproveite! 🙂