Se você pensa que Girl Boss é um livro para adolescentes apaixonadas por moda, está bem enganada. O livro, que deu origem à série que estreou no Netflix dia 21 de abril, foi escrito por Sophia Amoruso, uma jovem americana, que ficou milionária vendendo roupas de brechó no E-bay.

No livro, ela conta sua trajetória de sucesso e mostra que a empresa que ela criou, Nasty Gal, mudou sua vida por completo, não só a financeira, mas fez com que ela, de garota problema que roubava lojas, se tornasse uma empresária de sucesso.

A história é muito inspiradora e as lições, de business que ela passa, riquíssimas em ensinamentos, não só para quem quer ter seu próprio negócio, mas também para quem quer crescer na carreira, dentro de uma empresa.

Sophia, apesar de nunca ter sido uma boa aluna e nunca ter se identificado com o ensino formal, afirma que sempre gostou de trabalhar e que, em qualquer emprego pelo qual ela passou, fazia sempre questão de dar o seu melhor, mesmo que a tarefa fosse algo como montar um sanduíche de atum.  E ela sempre trabalhou duro.

– Para ela, as oportunidades são criadas por cada um de nós e a diferença entre quem vai vencer e quem vai desistir é o foco. Quando estamos focados no que queremos, o sucesso virá!

– Ela afirma que não podemos aceitar o não de primeira e que, mesmo que algo não dê certo, temos que buscar outras maneiras e outros caminhos para conseguir ser bem-sucedidos.

– Desde o começo da empresa, sempre acreditou nela e o resultado disso foi que todos passaram a acreditar também e ela se tornou uma autoridade em negociação e venda de roupas de brechó.

– O profissional que está disposto a fazer um trabalho abaixo do seu será aquele que, quando fizer um trabalho acima, se sobressairá.

– Sempre guarde e invista uma parte do seu salário. Gaste menos do que ganha. Assim você terá a liberdade de sair de um emprego que não te acrescenta ou ter dinheiro para iniciar seu negócio.

– Para ela o fracasso não existe, é só um aprendizado no processo.

O mais importante no livro é mostrar que ser bem-sucedido não é questão de sorte e sim de muito trabalho, aliado à originalidade e criatividade. Todos nós temos algo muito original que podemos transmitir para o mundo, a grande sacada é descobrir o que é e mãos à obra!

Por Silvia Ferrari