Quando um filme promete ter seu enredo associado à histórias reais, o telespectador tem a tendência de ficar mais chocado ou surpreso. E quando o filme, no caso, é de terror, é preciso muita coragem para sentar em frente a tela do cinema e enfrentar duas horas de histórias macabras.

No entanto, boa parte dos apaixonados pelo gênero já assistiu algum filme baseado em histórias reais e não sabe. Isso porque muitos diretores e roteiristas deram vida a seus personagens com traços e personalidade parecidas com a de alguns assassinos reais, mas não retrataram fielmente a vida de nenhum deles. A seguir, você confere alguns exemplos:

1 – Zodíaco

O filme dirigido por David Fincher retrata a saga de investigadores e jornalistas em tentar descobrir a identidade e prender um assassino que foi conhecido como Zodíaco. Jake Gyllenhaal, Robert Downey Jr. e Mark Ruffalo interpretam personagens não-fictícios que realmente fizeram parte do caso Zodíaco. Até hoje não descobriram a verdadeira identidade dele e a única pista que ajudou a ter noção de sua aparência foi um retrato-falado feito por uma das vítimas que sobreviveu. O que a polícia sabe com certeza é que esse homem matou seis pessoas em São Francisco (Califórnia) no final da década de 60. Porém, ele se dizia responsável por pelo menos 37 mortes. E então você (que não viu o filme) pergunta: como ele dizia que matou 37 pessoas se nunca foi visto ou capturado? E a resposta é: por cartas. Zodíaco se comunicava por cartas repletas de enigmas as quais ele enviava a jornais e até seu apelido foi escolhido por ele mesmo. O serial killer é uma das principais pessoas que teve casos policiais não resolvidos, só fica atrás de Jack, o Estripador.

2 – Do Inferno

Com essa deixa, vamos a história de Jack, o estripador. O filme “From Hell” de Albert e Allen Hughes, conta a trama de um investigador (Johnny Depp) se propõe a caçar um assassino que matava prostitutas em Londres, na Inglaterra. Contextualizada por volta dos anos de 1888, a história real se parece com a contada acima, o assassino teve cinco vítimas comprovadas e seu nome foi envolvido com outros casos que não conseguiram ser resolvidos. Os ataques de Jack ficaram conhecidos mundialmente e repercutem até hoje por seu requinte de crueldade. O criminoso cortava as gargantes e os abdomens e removia os órgãos das vítimas, levantando a suspeita de ser alguém que possuía algum conhecimento de cirurgia e anatomia. Algumas cartas chegaram ao alcance da imprensa, mas sua relação com o verdadeiro assassino nunca foi comprovada. O responsável por todas essas mortes nunca foi pego.

3 – O Massacre da Serra Elétrica / Psicose

Os dois filmes estão em um mesmo tópico porque os dois foram baseados no mesmo assassino. “O Massacre da Serra Elétrica” foi um filme realizado pelo diretor Tobe Hooper e já teve várias continuações e remakes, conquistando o patamar de clássico do terror. Mas o que alguns não sabem é que o o icônico Leatherface foi baseado em um homem chamado Ed Gein. Gein teve duas vítimas comprovadas e apesar de não ser considerado um serial killer, é uma das figuras mais utilizadas como referência em filmes de psicopata. Sua história é tão conhecida porque ele utilizava a pele das pessoas que assassinava para construir objetos pessoais, como abajures, estofado de cadeiras, coletes, cintos, máscaras e outros objetos bizarros.

Sua relação com a mãe foi o ponto de partida para o filme “Psicose”. O pai alcoólatra de Ed Gein morreu quando ele ainda era jovem e o irmão morreu em um incêndio na propriedade da família, morte que depois foi assumida por Gein. O assassino passou a viver somente com a mãe. O que se sabe é que a mãe proibia qualquer tipo de aproximação do filho com possíveis amigos e que era muito religiosa. Pouco tempo depois da morte do irmão, a mãe morreu também. Após esse acontecimento, Gein decidiu que ia mudar de sexo e começou a se vestir como sua mãe (Norman Bates feelings). Quando o criminoso foi pego e preso, ele admitiu que escavava túmulos a procura de cadáveres parecidos com a de sua mãe. Ed Gein passou o resto da vida preso em um hospital psiquiátrico.

CLOSE
CLOSE