“E ‘x’, o quê que é?!”

Na ultima sexta, 28 de abril, o Metropolitan foi palco de uma uma noite mágica e nostálgica. Tudo isso porque a Rainha dos Baixinhos, que agora são altinhos e velhinhos, voltou com o “Xuchá”. O Chá da Xuxa, que já havia acontecido no Rio e em São Paulo no ano passado e que foi um sucesso, voltou para a alegria dos fãs e inicia sua turnê nacional.

Depois de inúmeras edições do “Chá da Alice”, que já recebeu outras famosas, esse talvez tenha sido o maior acerto. Aos 54 anos, Xuxa é uma estrela cheia de méritos e com uma carreira que ultrapassa gerações e sucessos. Fazê-la voltar aos palcos para reviver seus Golden Years, não é só incrível, como lucrativo. Porém, Xuxa destinará todo o seu rendimento à sua ONG, a Fundação Xuxa Meneghel. Se não a conhece pode começar por aqui.

A Casa abriu com um pequeno atraso e atraiu os mais diversos tipos de pessoas. Entre essas, algumas que fizeram questão de se fantasiar, seja de Xuxa ou até mesmo de paquitas e/ou paquitos. Pompons, purpurinas e looks fashionistas também fizeram parte da noite, que contou com a presença de alguns famosos. Sem contar que, no acesso a Pista e Pista Premium, tínhamos uma lojinha com produtos da festa com o rosto da rainha e um ambiente para tirarmos fotos com os personagens do Chá da Alice.

A DJ Giordanna Forte foi responsável pelo set list que animaria o público com cerca de 3 mil pessoas. Para levantar a galera, ela investiu na versatilidade musical e relembrou grandes sucessos dos anos 90 e 2000. Após o show, foi a DJ Babi que manteve o clima de animação daqueles que por lá permaneceram. Do sertanejo ao rock, do pop ao Hip-Hop, não havia desculpas para ficar parado.

Mas como estamos aqui para falar da estrela da noite, voltemos à ela. Xuxa iniciou a apresentação por volta das 1h e o espetáculo durou cerca de 1h40m. Ele se incia com um vídeo da Xuxinha e segue para imagens da rainha em diferentes fases na televisão. Em sequência, o pano branco, onde fora projetado o vídeo, cai e vemos o palco com a replica da nave do “Xou da Xuxa”. E é aí que a nostalgia começa. Mesmo sem estar na nave ou essa sair do lugar, é impossível não vir a mente a representatividade que ela com o seu show tem na vida de milhares de pessoas.

Após a contagem regressiva, a nave se abre e Xuxa sai dentro dela ao som de “Amiguinha Xuxa” para o delírio da platéia. Após a música, e outras diversas vezes ao longo do show, foi ecoado a frase “Xuxa, eu te amo”, fazendo com que ela se sentisse ainda mais animada por estar ali. Em seguida, veio “O Xou da Xuxa Começou“, “Tindolelê” e “Eu Tô Feliz“. Ela, muito animada com o início da turnê, agradece ao público e pede para que deixemos nossos problemas do lado de fora. Que ali dentro, mesmo sabendo que era um dia complicado, era para reinar o amor e a felicidade. E assim seguiu o show com “Hoje é Dia de Folia“.

Depois seria a vez de Xuxa chamar ao palco suas paquidrags, mas a produção do evento havia lhe preparado uma surpresa. Ela foi notificada que algumas de suas paquitas estariam presentes, mas não sabia quem seria. Ao todo, 12 paquitas subiram ao palco deixando-a emocionada com o reencontro. Entre elas estavam as famosas Andréia Sorvetão, Bianca Rinaldi, Juliana Baroni e Barbara Borges. Ainda ocorreu a apresentação de algumas das musicas das paquitas como “Fada Madrinha (É Tão Bom)” e “Sonho de Verão“.

Junto a presença delas, a produção preparou um vídeo em homenagem a Xuxa, mostrando momentos pessoais e profissionais, mas o resultado não foi o esperado. Ela que estava muito emocionada, acabou deixando o palco quando começou a passar o vídeo de seu pai, que faleceu a pouco tempo. Tal acontecimento foi noticiado com veemência pela mídia, como se esse tivesse sido a única coisa relevante de toda a noite. Porém, mesmo irritada com o acontecimento, Xuxa voltou ao palco e continuou o show.

Fotos: Graça Paes / Zapp News

A segunda parte inicia com “Maquina do Tempo“, “Planeta Xuxa“, “Giro do Planeta“e um novo figurino. Com o look preto e cartola, cheia de luzes neon, ela retorna ao palco para mais sucessos. “Libera Geral“, “Tô de Bem Com a Vida” e “Brincar de Índio” vieram na sequência. No telão foram exibidos depoimentos de alguns fãs presentes, falando o quanto estavam felizes por estarem no Xuchá e o quanto a amavam.

Depois partimos para a terceira parte do show, onde ela troca o look preto e usa perucas e outros adereços a cada música. Além de “Xuxaxé“, “Estica e Puxa“, “Nosso Canto de Paz“, “Pinel Por Você“, “Xuxalelê“, “Parar Não (Tem Alguém Cansado Aí?)“, “Marquei Um X“, ela ainda fez o público cantar um trecho de “Cinco Patinhos” e todo o “Abecedário da Xuxa” em acapela. Além de ter sido a maior parte do show, foi durante esse momento que subiram ao palco os personagens do Chá da Alice, além do Xuxucão, a tartaruga Praga e o Palhaço Muriçoca, o Dengue.

Com uma inserção dos bailarinos que a acompanhou durante todo o show, Xuxa troca-se para a última parte do espetáculo. Para iniciar essa “Nova Era”, nele intervalos os bailarinos entreteram o público ao som de “End Of Time”, da Beyoncé, “Sou Feliz, Como Estou Feliz”, da Xuxa, “Tempos Modernos” e “Toda Foma de Amor”, do Lulu Santos, com direito a troca de beijo e um beijo gay ao final. Tal ato deu a deixa para falar sobre as violências cometidas no Brasil.

Antes de entrar no palco, visualizamos no telão frases como “No Brasil, a cada 5 mim uma mulher é agredida”, “a cada 23 mim um negro é assassinado” e “a cada 28h um homossexual é morto de forma violenta”. E de forma polida e política, Xuxa volta ao palco com a canção “Arco-Íris” e mais uma vez pede amor, respeito e compreensão ao seu público. Depois tivemos a aguardada “Ilariê” e por fim o hit “Lua de Cristal“. Ela agradece a presença de todos e diz: “Nunca deixe de sonhar! Querer, poder e conseguir!” Ela retorna a sua nave finalizando o show.

Ainda que tenha acontecido o desconforto durante a apresentação, Xuxa deixou seu público alegre e nostálgico com seu “Xou”. Luzes, efeitos, figurinos e cenografia e coreografias alinhadas fizeram da noite mais um marco na carreira da Rainha dos Baixinhos, como à quem estava presente. Abaixo deixamos um vídeo com alguns momentos da apresentação da turnê que já tem data marcada em Belo Horizonte-MG e Recife-PE e sem dúvida não tem como perder.

“Beijinho, beijinho e tchau, tchau.”

CLOSE
CLOSE