10 de dezembro de 2019

Jeff Shang é um artista norte-americano que foca seu trabalho fotográfico nos movimentos LGBT e na discussão pelos direitos dessa comunidade. Não é de hoje que Jeff toca em assuntos delicados e ainda considerados como tabus pela sociedade. Em 2003, o fotógrafo deu início ao projeto Fearless, que consistiu em mais de 200 fotos de atletas estudantes do ensino médio e faculdades, que saíram do armário para seus companheiros de time. Shang usou o projeto como uma forma de auto-conhecimento de sua própria jornada como um atleta não assumido em sua época acadêmica.

Já em 2006, Shang começou a exibir seu trabalho em locais artísticos não tradicionais, como centros estudantis e esportivos, incluindo as sedes da Nike e da ESPN. Fearless ganhou ainda mais voz quando teve exibição em locais selecionados nos Jogos de Inverno de 2010, e nos Jogos Olímpicos de 2012.

No ano passado, o fotógrafo reuniu as fotos do projeto e lançou o livro “Fearless – Portraits of LGBT Athletes”, com o epílogo escrito pelo jogador aposentado da NBA Jason Collins, do Boston Celtics. Collins, que assumiu sua homossexualidade em 2013 através da mídia enquanto jogava na NBA, afirma que sair do armário é um dos atos mais corajosos que um atleta pode ter. Mas, mesmo depois de se assumir, pouco mudou na cena esportiva americana. Apesar de muitos atletas terem se manifestado e apoiado Collins na época, apenas Michael Sam, da NFL, se assumiu um ano depois. O projeto de Shang discute a importância de apoiar  a decisão dos jovens de manifestarem suas orientações sexuais ainda na escola, lutando pela construção de um ambiente seguro e amigável.

A venda do livro é feita através de seu website e é revertida para a produção de novos shootings para o projeto. Na loja virtual também é possível comprar edições especiais de todas as capas, a versão digital do livro em um pen drive com as cores do arco íris (símbolo da comunidade LBGT), camisa da Nike com o nome FEARLESS e outras coisas.

O trabalho de Sheng na comunidade LGBT teve início com o Fearless, mas já alcançou outros patamares importantes. De 2009 a 2011, o artista lançou uma série fotográfica entitulada “Don’t Ask, Don’t Tell”, com mais de 80 militares não-assumidos, afetados pela política governamental militar que leva o mesmo nome de seu trabalho. Seu projeto foi fortemente veiculado pela mídia, incluindo nomes de peso como New York Times, The Los Angeles Time, CNN, BBC, ABC News, CBS, etc. Também circulou pelos escritórios oficiais militares, incluindo o Pentágono. A política militar foi, finalmente, reprimida em 2011 pelo presidente Barack Obama. Sheng atualmente está trabalhando na continuação desse projeto, agora chamado de “Before/After”.

Foto da série “Don’t Ask, Don’t Tell”

Jeff Sheng também trabalha em uma outra série fotográfica, ainda sem data prevista de lançamento, sobre o suicídio de adolescentes gays. Sua arte, tão delicada, chega ao público como um forte soco no peito, para causar o mesmo incômodo que a comunidade LGBT tem sofrido ao longo dos anos. Que outros artistas se inspirem em Sheng e lutem pelos direitos das minorias de forma bela e potente.


Por Patricia Janiques

Show Full Content
Previous O cinema francês com “A família Bélier”
Next Jornada a Un’Goro: Tudo sobre a nova expansão de Hearthstone

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

LOOP

18 de março de 2017
Close