Os influenciadores digitais costumam ditar as tendências de moda, beleza e até mesmo comportamento. Contudo, alguns digital influencers vão bem mais além. Este é o caso das irmãs Kardashian-Jenner que já provaram que podem causar em quase todo lugar. Mas se engana quem pensa que a mais influente do clã é Kim, que começou a fazer a fama da família depois do vazamento do fatídico sex-tape. Hoje, a irmã mais influente é a mais nova mamãe do mundo das celebs, a caçula Kylie Jenner.

Nesta semana Kylie deu uma amostra de seu enorme poderio nas redes sociais e fora delas e isso tudo em menos de 140 caracteres. Para quem acha que a única posição dos blogueiros, celebridades e influenciadores na economia é fazer dinheiro com economia criativa está muito enganado. Um simples comentário de Kylie Jenner em seu twitter fez as ações do Snapchat na bolsa caírem 6%.

“Então mais alguém parou de abrir o Snapchat? Ou sou apenas eu… isto é tão triste”, bastou esta frase para que o valor do aplicativo despencasse. No tweet seguinte a socialite ainda escreveu “mas continuo te amando snap… meu primeiro amor”, mas de nada adiantou. O Snapchat perdeu nada mais nada menos que 4,2 bilhões de reais em valor de mercado.

Isso porque o Twitter não é nem a principal rede social de Kylie. Sua conta não é nenhuma das 20 mais seguidas, estando bem atrás de sua irmã – dona do 10º perfil mais seguido – ainda assim ela acumula mais de 24,5 milhões de seguidores. A caçula do clã tem como sua principal rede social o Instagram: é dona da 8ª conta mais seguida do insta – que ao que tudo indica será a principal rede social em um futuro bastante próximo – novamente atrás de sua irmã Kim, 6ª conta com mais followers.

Há duas semanas, quando anunciou a chegada de sua primeira herdeira após meses de uma gravidez longe do público, Kylie postou a foto mais curtida do Instagram: desbancou Beyoncé grávida, os gêmeos do jogador Cristiano Ronaldo e o casamento de sua própria irmã e obteve mais de 17 milhões de curtidas em uma fofíssima foto da pequena Stormi segurando o dedo da mãe.

Segundo Kylie e sua família, a gravidez foi escondida da mídia para que esse fosse um momento especial e para que a jovem mamãe pudesse aproveitar cada momento sem ser perturbada. Seja como for, a verdade é que ter escondido a gravidez por 9 meses só deixou os fãs ainda mais curiosos quando Stormi Webster veio ao mundo, ou melhor, veio ao público. Coincidência ou não, a mãe decidiu revelar a todos o nascimento de sua filha com o rapper Travis Scott no fim de semana do Super Bowl, o evento esportivo mais importante dos Estados Unidos. Eagles e Patriots disputaram a partida, mas Stormi foi o principal assunto em todas as redes sociais naquele dia.

Se a gravidez algo particular até o nascimento do bebê, depois disso a mãe não teve problemas em divulgar várias cenas destes 9 meses de espera. Jenner publicou um vídeo muito bem dirigido por Tyler Ross – que já fez videoclipes de Drake e do cunhado de Kylie, Kanye West – com cenas da gravidez como o chá de bebê e depoimentos de sua melhor amiga Jordyn Woods. Quase 60 milhões visualizaram o vídeo “To our daughter”.

Mas Kylie Jenner não para por aí: nesta semana ela anunciou o lançamento de uma paleta de sombras inspiradas em sua filha, a paleta “Eye of the Storm”. A linha de maquiagens de Kylie aliás, não para de crescer. Tendo também as redes sociais como a principal plataforma de vendas como nós já explicamos aqui, a Kylie Cosmetics já ultrapassou a cifra de 500 milhões de dólares de lucro, e não pensa em parar de crescer.