8 de dezembro de 2019

Se o cinema tem o Oscar e a música tem o Grammy, a moda tem o CFDA Awards! O Conselho dos Designers de Moda dos Estados Unidos premia todos os anos os nomes que mais se destacaram no mundo fashion daquele ano e homenageia os profissionais que fizeram história. Neste ano, pela primeira vez na história, o prêmio sairá de Manhattan e terá sua cerimônia realizado no Brooklyn Museum, em Nova York.

A premiação acontecerá no dia 4 de junho, mas a lista dos indicados e homenageados já saiu:

 Designer de moda feminina do ano:

  • Raf Simons for Calvin Klein
  • Gabriela Hearst
  • Marc Jacobs
  • Virgil Abloh for Off-White
  • Mary-Kate and Ashley Olsen for The Row

Designer de moda masculina do ano:

  • Raf Simons for Calvin Klein
  • James Jebbia for Supreme
  • Virgil Abloh for Off-White
  • Tom Ford
  • Thom Browne

Designer de acessórios do ano:

  • Paul Andrew
  • Stuart Vevers for Coach
  • Rachel Mansur and Floriana Gavriel for Mansur Gavriel
  • Irene Neuwirth
  • Mary-Kate and Ashley Olsen for The Row

Prêmio Swarovski de Designer revelação

  • Mike Amiri for Amiri
  • Laura Vassar and Kristopher Brock for Brock Collection
  • Aurora James for Brother Vellies
  • Kerby Jean-Raymond for Pyer Moss
  • Sander Lak for Sies Marjan

Prêmio Swarovski de mudança positiva: Diane von Furstenberg

Prêmio Geoffrey Beene de conquista de vida: Narciso Rodriguez

Prêmio dos fundadores: Carolina Herrera

Prêmio da mídia: Edward Enninful

Prêmio Internacional: Donatella Versace

A divulgação online da lista foi feita através de pequenos vídeos no instagram com grandes nomes da moda anunciando os indicados. As modelos Candice Huffine; Martha Hunt; o cantor Young Paris; o designer de moda masculina Todd Snyder; a designer de joias Irene Neuwirth; os estilistas de Oscar de la, Renta Laura Kim e Fernando Garcia foram algumas das personalidades que ajudaram na divulgação.

Neste ano, a apresentação ficará por conta da atriz, diretora e roteirista Issa Rae, protagonista da série “Insecure” da HBO e da webserie “Akward Black Girl”.

Ao analisar os indicados, os nomes que anunciaram os indicados e a própria apresentadora, podemos ver que a principal instituição de moda dos Estados Unidos está engajada com a diversidade e com os novos tempos da moda que tende a ser menos excludente. Candice Huffine é logo atrás de Ashley Gramham, a principal modelo plus-size do mundo. Supreme foi o grande hype de 2017 por desierarquizar a moda e colocar luxo e cultura de rua tudo em um mesmo lugar. Já a apresentadora do prêmio é uma das principais vozes negras e femininas no audiovisual independente.

Essa não é a primeira vez que a CDFA busca se posicionar politicamente. No ano passado, o apresentador Seth Meyers deu algumas alfinetas no governo Trump: “Abercrombie & Fitch anunciou que será vendida. Enquanto isso, graças ao Donald Trump, viraram uma Banana Republic”, disse o comediante durante a cerimônia. Além disso, eles já se posicionaram a favor de uma reforma nas leis de imigração dos Estados Unidos.

A única categoria que ainda não teve seus indicados anunciados e uma das mais aguardadas, é a de Fashion Icon. Nas últimas três edições quem levou o prêmio foi a cantora e estilista Rihanna e a diva Beyoncé e o rapper e estilista Pharrell Williams.

Entre os já anunciados, os grandes destaques são Diane Von Furstenberg que será homenageada por seus trabalhos filantrópicos de empoderamento feminino em várias partes do mundo, Raf Simons que vem fazendo um trabalho de reposicionamento da Calvin Klein (foi ele o responsável pela campanha com as Kardashians e com a família Crawford) e James Jebbia, que fez a Supreme ser a marca mais desejada do momento.

E aí, para quem vai a sua torcida?

 

 

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Cecília Quevedo

Cecília é brasileira sofredora de 7x1, eterna admiradora da seleção de 82 e de um futebol bem jogado. Gosta de samba, moda, literatura, artes plásticas e coisas que envolvam a América Latina de uma forma geral. No mais, acha extremamente difícil falar de si na terceira pessoa.

Previous “Backstage”, seriado infanto-juvenil exibido pelo Disney Channel, entrega o que promete
Next Rick and Morty pode ser cancelada

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

Resenha: Dumplin’ de Julie Murphy

23 de fevereiro de 2017
Close