6 de dezembro de 2019

Quem é apaixonado por decoração não consegue ver uma casa (ou apê) com paredes vazias. A gente sempre acha que dá pra colocar alguma coisa ali pra preencher aquele espaço. E hoje em dia então é uma perdição com tantas opções. Uma pintura, um papel de parede, tecido, espelhos, quadros. Tudo é possibilidade! Na verdade uma parede vazia é uma tela em branco para os decoradores e artistas de plantão.

Mas dentre todas essas alternativas, escolhemos hoje falar sobre quadros. Então trouxemos uma sugestão super simples de fazer que vai deixar sua parede mais aconchegante e com certeza vai dar mais vida ao seu cantinho.

A ideia é juntar tela para pintura e papel de scrapbook, uma pitada de carinho e muita criatividade. Achou a mistura inusitada?! Então fica de olho no material e no passo a passo pra ver como vai dar certo!

Material

  • Telas para pintura (aqui são 12, mas você pode fazer quantos quiser)
  • Papel para scrapbook da estampa e da cor da sua preferência
  • Cola Branca
  • Rolinho de espuma (para espalhar a cola com mais facilidade)
  • Tesoura

obs: O ideal é comprar o papel do mesmo tamanho da tela. Mas se passar um pouco, pode cortar e lixar para dar um melhor acabamento

Passo a Passo

  1. Espalhe a cola na tela
  2. Cole o papel sobre a tela e espere secar
  3. Veja a disposição que quer colocar os quadrinhos na parede. Faça isso no chão ou em cima de uma superfície horizontal antes de prender na parede
  4. E voilà!! Temos quadrinhos lindos para trazer alegria à nossa casa

obs.: Se quiser evitar furar a parede, você pode usar um adesivo específico para quadros que é facilmente encontrado em lojas de utensílios de casa e decoração

Fonte: Pinterest

 

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Erika Kohler

Jornalista (com diploma), escritora metida a cronista e decoradora. Não necessariamente nessa ordem. É uma artista múltipla! Tem a arte no DNA e por isso é amante do mundo das artes. De todas as formas: Cênicas, Visuais e Plásticas.
Carioca, já foi rata de praia, mas hoje prefere o inverno. É gateira de carteirinha e apaixonada por pinguins. Os livros fazem parte da sua vida e estão sempre por perto. Talvez tenha nascido no século errado porque ama o Vintage e o retrô. Adora assistir filmes e séries, sempre acompanhada por um baldão de pipoca. Torce para encontrar com o gato da Alice, pra ele indicar a estrada dos tijolinhos amarelos, que vai direto para a Fantástica Fábrica de Chocolate!!

Previous Passei em um callback de canto e agora? Parte II
Next O jovem Karl Marx: Do manifesto a tela grande

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

Crítica: Brevidades

29 de agosto de 2016
Close